[phpBB Debug] PHP Warning: in file [ROOT]/includes/bbcode.php on line 483: preg_replace(): The /e modifier is no longer supported, use preg_replace_callback instead
[phpBB Debug] PHP Warning: in file [ROOT]/includes/bbcode.php on line 483: preg_replace(): The /e modifier is no longer supported, use preg_replace_callback instead
[phpBB Debug] PHP Warning: in file [ROOT]/includes/bbcode.php on line 483: preg_replace(): The /e modifier is no longer supported, use preg_replace_callback instead
[phpBB Debug] PHP Warning: in file [ROOT]/includes/bbcode.php on line 483: preg_replace(): The /e modifier is no longer supported, use preg_replace_callback instead
[phpBB Debug] PHP Warning: in file [ROOT]/includes/bbcode.php on line 483: preg_replace(): The /e modifier is no longer supported, use preg_replace_callback instead
[phpBB Debug] PHP Warning: in file [ROOT]/includes/bbcode.php on line 483: preg_replace(): The /e modifier is no longer supported, use preg_replace_callback instead
[phpBB Debug] PHP Warning: in file [ROOT]/includes/bbcode.php on line 483: preg_replace(): The /e modifier is no longer supported, use preg_replace_callback instead
[phpBB Debug] PHP Warning: in file [ROOT]/includes/bbcode.php on line 483: preg_replace(): The /e modifier is no longer supported, use preg_replace_callback instead
[phpBB Debug] PHP Warning: in file [ROOT]/includes/bbcode.php on line 483: preg_replace(): The /e modifier is no longer supported, use preg_replace_callback instead
[phpBB Debug] PHP Warning: in file [ROOT]/includes/bbcode.php on line 483: preg_replace(): The /e modifier is no longer supported, use preg_replace_callback instead
[phpBB Debug] PHP Warning: in file [ROOT]/includes/bbcode.php on line 483: preg_replace(): The /e modifier is no longer supported, use preg_replace_callback instead
[phpBB Debug] PHP Warning: in file [ROOT]/includes/bbcode.php on line 483: preg_replace(): The /e modifier is no longer supported, use preg_replace_callback instead
[phpBB Debug] PHP Warning: in file [ROOT]/includes/bbcode.php on line 483: preg_replace(): The /e modifier is no longer supported, use preg_replace_callback instead
[phpBB Debug] PHP Warning: in file [ROOT]/includes/bbcode.php on line 483: preg_replace(): The /e modifier is no longer supported, use preg_replace_callback instead
[phpBB Debug] PHP Warning: in file [ROOT]/includes/bbcode.php on line 483: preg_replace(): The /e modifier is no longer supported, use preg_replace_callback instead
[phpBB Debug] PHP Warning: in file [ROOT]/includes/bbcode.php on line 483: preg_replace(): The /e modifier is no longer supported, use preg_replace_callback instead
[phpBB Debug] PHP Warning: in file [ROOT]/includes/bbcode.php on line 483: preg_replace(): The /e modifier is no longer supported, use preg_replace_callback instead
[phpBB Debug] PHP Warning: in file [ROOT]/includes/bbcode.php on line 483: preg_replace(): The /e modifier is no longer supported, use preg_replace_callback instead
[phpBB Debug] PHP Warning: in file [ROOT]/includes/bbcode.php on line 483: preg_replace(): The /e modifier is no longer supported, use preg_replace_callback instead
[phpBB Debug] PHP Warning: in file [ROOT]/includes/bbcode.php on line 483: preg_replace(): The /e modifier is no longer supported, use preg_replace_callback instead
[phpBB Debug] PHP Warning: in file [ROOT]/includes/bbcode.php on line 483: preg_replace(): The /e modifier is no longer supported, use preg_replace_callback instead
[phpBB Debug] PHP Warning: in file [ROOT]/includes/bbcode.php on line 483: preg_replace(): The /e modifier is no longer supported, use preg_replace_callback instead
[phpBB Debug] PHP Warning: in file [ROOT]/includes/bbcode.php on line 483: preg_replace(): The /e modifier is no longer supported, use preg_replace_callback instead
[phpBB Debug] PHP Warning: in file [ROOT]/includes/bbcode.php on line 483: preg_replace(): The /e modifier is no longer supported, use preg_replace_callback instead
[phpBB Debug] PHP Warning: in file [ROOT]/includes/bbcode.php on line 483: preg_replace(): The /e modifier is no longer supported, use preg_replace_callback instead
[phpBB Debug] PHP Warning: in file [ROOT]/includes/bbcode.php on line 483: preg_replace(): The /e modifier is no longer supported, use preg_replace_callback instead
[phpBB Debug] PHP Warning: in file [ROOT]/includes/bbcode.php on line 379: preg_replace(): The /e modifier is no longer supported, use preg_replace_callback instead
[phpBB Debug] PHP Warning: in file [ROOT]/includes/functions.php on line 4668: Cannot modify header information - headers already sent by (output started at [ROOT]/includes/functions.php:3815)
[phpBB Debug] PHP Warning: in file [ROOT]/includes/functions.php on line 4670: Cannot modify header information - headers already sent by (output started at [ROOT]/includes/functions.php:3815)
[phpBB Debug] PHP Warning: in file [ROOT]/includes/functions.php on line 4671: Cannot modify header information - headers already sent by (output started at [ROOT]/includes/functions.php:3815)
[phpBB Debug] PHP Warning: in file [ROOT]/includes/functions.php on line 4672: Cannot modify header information - headers already sent by (output started at [ROOT]/includes/functions.php:3815)
Stickman • Exibir tópico - Stickmen - Episódio 1: O Plano

Stickmen - Episódio 1: O Plano

Escreva e divulgue aqui suas histórias, ou procure alguma que possa usar em sua animação.

Stickmen - Episódio 1: O Plano

Mensagempor kabaljoe » Sex Abr 19, 2013 9:44 pm



" A salvação só é alcançada com o ato do arrependimento. Lógico que algumas pessoas não se arrependem dos seus erros, mas poucas sentem prazer em ter prejudicado outras vidas pra conseguir o que quer. Mas existe uma minoria em que faz a coisa errada, se arrepende e continua fazendo. Eu faço parte da minoria."

Kabal está dentro de um prédio em construção, mais precisamente o 14º andar. ele está fumando, sentado em um tijolo e ao seu lado, uma mochila com um aspecto cheio. Já são 00:30 da noite de vento e frio, mas Kabal está agasalhado com seu sobretudo. Kabal levanta parte de sua máscara, revelando uma enorme cicatriz em seu queixo enquanto traga um pouco seu cigarro. Quando termina de espelir a fumaça para fora de seus pulmões e abaixar sua máscara, ele usa seu binóculo e observa a parte de traz do restaurante Mes Ami. Kabal olha seu relógio de pulso.

- Tsc, ta demorando... -Disse ele com um grunhido quase inaudível.

Kabal abaixa seu binóculo e abre sua mochila. Lá ele tira uma garrafa térmica e serve um pouco de café para sí mesmo. No momento en que Kabal dá seu primeiro gole, uma voz vindo atrás dele o assusta.

- O Urso quer que você volte.

Kabal se engasga seriamente com o café a ponto de ajoelhar como se tivesse tomado um soco no estômago, misturando a desagradável sensação de sufocamento com sua boca queimando com o café enquanto o portador da voz misteriosa apenas observa a cena como se isso acontecesse todo dia. Kabal, aos poucos, se recuperta do trauma. Ele se levanta e olha para o ser misterioso causador de seu susto.

- Oi, Okonam.
- ...O Urso...
- Eu ouvi. -Kabal senta no mesmo lugar que saiu e indica um outro tijolo não muito perto de onde está sentado para que Okonam possa sentar tambem.- E eu não vou voltar. Já dei minha resposta a umas duas semanas atrás, e olha que você estava na reunião.
- Então pelo menos me diga o por quê disso tudo. -Okonam escolhe apoiar-se na pilastra mais próxima.
- Isso eu tambem deixei claro na reunião.
- Claro, você tem problemas fora da cidade e tem que se ausentar para resolvê-los, mas olha só que engraçado: você etsá aqui, na minha frente, tomando café e fumando como um grande vagabundo!!! -Okonam altera sua voz esperando a reação de Kabal.
- ...É... -Kabal disse o bastante para que Okonam atirasse o primeiro tijolo que viu contra a parede.- Sei que você está frustado por não saber de nada, mas faça que nem o Ijad: toque sua vida pra frente e conviva com isso. E sei tambem que o Urso não pediu nada.
- Não. -Okonam, agora mais sério, olha nos olhos de Kabal.- Foi o Ijad. -Pode não parecer, mas isso atingiu o Kabal.
- ...Desculpa, mas é isso.

Okonam o encara uma última vez e depois desaparece nas sombras. Kabal usa mais uma vêz seu binóculo para enxergar os fundos de Mes Ami e encontra uma pessoa apoiada em uma parede, fumando. Parece ser um funcionário em sua pausa. Kabal rapidamente retira alguns equipamentos de sua mochila e une os equipamentos, transformando em um rifle de longo alcance com mira telescópica e silenciador. Kabal se posiciona e aguarda 7 segundos até dar o primeiro e único disparo da madrugada. Kabal desmonta rapidamente se rifle e retira da mochila uma Canon para tirar algumas fotos do seu alvo já morto. Depois de guardar todo o equipamento na mochila, Kabal usa o elevador da obra até o solo e entra no seu carro. Lá dentro ele liga seu laptop e conecta um modem portátil e envia as fotos para um endereço de email um tanto quanto diferente: bolachassenhorpepe@gmail.com. Não demora 3 minutos e ele recebe um email contendo algumas informações que ele considera valiosas. Kabal liga seu carro e se retira do local.

------------------------------------------------------------------------------------------------

Okonam atravessa os corredores dos dormitórios da SK até o quarto de Ijad. Ele abre a porta e encontra Ijad, atirado e desmaiado, na cama com o cobertor cobrindo ele de qualquer jeito. O ronco dizia que ele não iria acordar tão cedo. Okonam fecha a porta do quarto de Ijad e se dirige até seu quarto. O quarto de Okonam é escasso de móveis, composta apenas por uma mesa baixa japonesa, um pequeno altar, um armário e um tapete no canto do quarto usado para meditação. Okonam chama esse tapete de cama. Ele guardas suas shurikens e kunais no armário, mas nunca sua espada, que fica sempre com ele por motivos de segurança, e senta em seu tapete, em posição de lótus. Está agora em um momento de paz e serenidade.

------------------------------------------------------------------------------------------------

- Estou com um mau pressentimento. -Diz Okonam ajustando o retrovisor do furgão para ver seus companheiros se equipando.
- Que nem nas outras 57 vezes? -Diz Kabal recarregando suas armas habituais: Uma Desert Eagle, uma Glock e sua Dragunov.
- Pelo menos temos um plano, certo?
- Temos sim. -Diz Ijad, se levantando- Vamos entrar lá e plantar a mão em todo mundo antes que eles pensem e fazer alguma coisa!

Kabal e Okonam observam Ijad com várias granadas, C4 e explosivos pendurados pelo corpo e os dois dizem simultaneamente:

- Ijad, você fica no carro.
- O quê? Qualé! Mas porquê?
- Porquê você vai falhar com o objetivo. -Kabal continua a calibrar suas armas.
- E outra, se entrarmos lá sem sermos sorrateiros, o PSKO vai fugir. -Diz Okonam.
- Vamos lá gente! Eu sou tão sorrateiro quanto um gato.
- Claro que é. -Kabal guarda suas armas.- Mas só nos primeiros 5 segundos de missão. -Kabal e Okonam saem do furgão.
- Mas gente...
- Fim de papo -Okonam fecha a porta do Furgão com o Ijad dentro.

10 minutos depois, Kabal e Okonam estão dentro de um depósito atrás de algumas caixas se escondendo dos capangas presente.

- Quantos traficantes estão aqui? -Pergunta oKonam sussurrando.
- Conta dali que eu conto daqui. -Kabal aponta pro outro lado da caixa e eles começam a contar. O ambiente é típico de um depósito desembarque de mercadorias. 8 funcionários está descarregando dois caminhões, o resto estão armados com rifles de assalto, escopetas e submetralhadoras. Alguns estão conversando e montando guarda, outros estão jogando cartas ou estão bebendo.

- Contei 27. -Diz Kabal.
- 23. -Diz Okonam.- Parece que as pessoas que estão descarregando não possuem armas, o que nos dá 42 pessoas armadas.
- Acho que é mais fácil eliminar aqueles que estão longe dos outros, "de grão em grão, a galinha enche o papo".

---------------------------------------------------------------

Ijad está sentado no banco do motorista com o braço no volante apoiando a cabeça enquanto ouve rádio, tocando "Freedon song" do Bob Marley. Seu sentimento é de insatisfação por estar no carro, sendo que a missão toda está acontecendo dentro do galpão. Ijad não é assim. Ijad é explosivo tanto quanto suas granadas. Uma simples ordem não vai segurá-lo, mas ele é consciente para não estragar a missão.

- Se estou ajudando ficando aqui no furgão, então eu sou ótimo em trabalho em equipe. -Ijad se aconchega no banco do motorista, se sentindo útil.

---------------------------------------------------------------

- Tá, mas como vamos atrair eles para longe do grupo? -Pergunta Okonam.
- Estava pensando em esperar eles se separarem, mas vai levar muito tempo. -Kabal conclui que seu plano é ruim.
- Que tal separarmos? Assim fica mais fácil intercepta-los.
- Boa ideia. Você vai até aquelas caixas enquanto eu...

De repente, uma janela do galpão se quebra. Alguem jogou um macaco de pelúcia dentro do galpão, daqueles movidos a pilha e que seguram dois pratos. Alguns traficantes ficaram alarmados e curiosos, mas depois começaram a rir e brincar com o brinquedo.

- O que foi isso? -Pergunta Kabal, olhando para o pequeno aglomerado de 7 traficantes segurando uma pelúcia.
- Aquilo é um macaco de brinqued... -Disse Okonam, lembrando instantaneamente o que aquilo significava.- Ah droga...

O brinquedo liga sozinho, batendo seus pratos e fazendo barulho habituais.

- Eu vou arrebentar a cara do Ijad! -Diz Kabal se escondendo atras da caixa.

Na 7ª batida, o brinquedo explode, destruindo 7 traficantes e parte da área em que se encontravam. Simultaneamente, uma explosão destroi parde da parede perto dos restos dos traficantes, revelando uma entrada alternativa.

- PAPAI CHEGOU!!! - Grita Ijad saindo da entrada improvisada, lançando três granadas em direções aleatórias. A primeira granada cai perto de uma caixa de tamanho mediano, explodindo, revelando e destruindo alguns carregamentos de armas. A outra cai embaixo de um dos caminhões, espantando os funcionários e explodindo o veículo. A terceira granada cai bem no local em que Kabal e Okonam estão escondidos.
- CORRE! -Grita Kabal para Okonam, fugindo dalí antes que a granada exploda. A granada explode assim que Kabal e Okonam saem do local.- Essa foi por pouco.
- Plano B. -Okonam desembainha sua espada.
- Plano B. -Kabal se esconde atrás de algumas caixas e prepara sua Dragunov para eliminar alguns inimigos.

Com sua Dragunov, Kabal se prepara para atirar em alguns capangas a mais distantes. Ele elimina 3, mas outros 5 perceberam sua presença e rapidamente se esconderam atrás de algumas caixas e atiram contra ele, mas Kabal atira nas próprias caixas prevendo a posição dos seus alvos, "varando" o bunker improvisado dos capangas e eliminando todos eles. Okonam Ficou com os inimigos mais próximos. Com sua Muramana, Okonam Atravessa, quase como uma dança mística, 4 capangas, fazendo eles caírem mortos no chão. 6 atiram contra Okonam, que rapidamente usa sua habilidade com sua espada para desviar as balas em sua direção e devolve alguns projéteis com a mesma velocidade que vieram contra os traficantes. Ijad planta uma C4 no caminhão restante e lança duas granadas: A primeira explode perto de 5 capangas escondidos atrás de algumas caixas. A segunda voa direto para Okonam, que logo recebe a ideia e chuta a granada para um grupo de capangas mais distante, explodindo neles. Ijad corre em direção a o Kabal e se esconde em seu bunker.

- O plano é o seguinte, você atira naqueles... -Ijad é interrompido com um tapa na nuca.
- Idiota! O plano era você ficar no carro e nós capturar-mos o PSKO!
- E perder a festa? Até parece. E além do mais, a culpa é sua. -Diz Ijad com naturalidade.
- MINHA? POR QUÊ DIABOS A CULPA É MINHA?
- Não sei, a culpa é minha e eu coloco ela em quem eu quiser.

Okonam se junta com Ijad e Kabal no bunker.

- Querem parar de brigar e focar no plano? -Diz Okonam se esgueirando para ver quantos capangas sobraram.
- Plano? Que plano? -Pergunta Ijad indignado.
- Plano B. -Diz Kabal e Ijad simultaneamente.- Granadas! -Alerta Okonam. Kabal atira na primeira granada em pleno ar com sua Glock, fazendo ela explodir nas alturas. A segunda, Ijad agarra ela e joga de volta para o remetente.
- E quando foi que adotaram o Plano B?
- Quando o "papai chegou." -Diz Kabal, recarregando seu rifle.

O restante dos capangas subiram no caminhão para fugir da pequena guerra que estava acontecendo.

- Estão fugindo. -Diz Okonam guardando sua espada.
- Não, não estão. -Ijad aciona o detonador, fazendo o caminhão explodir em chamas e sucata queimada.

Sem mais tiros, explosões ou mortes. o Galpão está vazio.

- Fizemos a limpa. -Ijad caminha em direção ao escritório do depósito que fica no segundo andar.
- Que nem nas outras 57 vezes? -Diz Kabal seguindo Ijad.
- 58. -Corrige Okonam.
- Que se dane. Quem está contando?... -Diz Ijad.

--------------------------------------------------------

PSKO está sentado em frente a escrivaninha almoçando um belo prato com Brócolis, purê de batatas, um pouco de macarrão com azeite, uma carne que parece ser pernil ao molho madeira e uma taça de vinho do porto. Ele está trajando seu habitual terno de linho italiano preto com uma gravata vermelho sangue e seu tapa olho para esconder seu olho esquerdo. Dos lados dele há dois capangas, cada um armado com uma FAL. o escritório é um pouco comprido medindo da porta até a escrivaninha, mas não é estreito. Kabal, Okonam e Ijad abrem a porta dúpla do escritório e caminham em direção ao PSKO.

- Matem-os. -Disse PSKO cortando um pedaço de pernil. O primeiro aponta sua FAL em direção ao Kabal.
- Lento demais. -Disse Kabal sacando sua Desert Eagle, atirando no capanga antes que ele fizesse o mesmo. O outro capanga iria reagir, mas Ijad arma seu canivete.
- Sua mentranca contra meu canivete. -Desafia Ijad para o capanga restante, que foi mais inteligente e correu para fora do escritório para salvar sua vida.
- Não se encontra mais funcionários leais. -PSKO toma um pequeno gole de seu vinho.
- Não mesmo. -Disse Ijad olhando para o capanga desertor.- Então, jeito fácil ou dífícil? -Ijad mostra uma corda para PSKO, esperando que ele opite pelo jeito difícil.
- Estão servidos de pernil? -PSKO oferece a eles um pedaço de seu almoço, como um cavalheiro inabalável.- Os jovens de hoje cuidam tão bem da própria saúde. -PSKO sorri sadicamente.
- Passo. -Diz Kabal.
- PSKO, em nome da segurança nacional, você está preso por tráfico de equipamentos ilegais, formação de quadrilha, assassinato e sequestro. Você tem o direito... -Okonam percebe que seu discurso não está sendo levado a sério, pois PSKO está gargalhando como se tivesse ouvido uma piada.
- Não ria assim há dias... -Diz PSKO enxugando suas lágrimas com o guardanapo.- Como se você pudesse me deter...
- Eu não sei se você percebeu, mas seu exército caiu. -Disse Okonam.- Você não tem mais pra onde se esconder.
- Engraçado, eu ia lhe dizer a mesma coisa, Okonam. -PSKO se levanta de seu lugar, fazendo os três assumirem posição de ataque.- Você acha mesmo que pode deter algo tão poderoso como eu?
- Tenho certeza que...
- Pense bem, Okonam. Primeiro eu vou transformar este mundo em um grande balde de betume fervente, começando com sua querida aldeia. -PSKO encara ferozmente Okonam.
- Mas do que você está falando? -De repente, o ambiente começa a ficar mais morto, sem cor, sem forma, sem temperatura.
- Depois vou devorar todas as pessoas que você ama em um grande banquete que realizarei com meus lacaios. -Seus olhos adquirem um formato mais ferais, pequenos chifres brotam de sua testa e seu terno se transforma em grandes asas feito de sombras.
- O que significa isso? -Okonam procura seus amigos, mas eles desapareceram misteriosamente. O medo e pavor tomam conta de sua mente.- QUEM É VOCÊ?
- Quem não, Okonam, mas "o quê" seria mais adequado. -O ambiente começa a ficar escuro até que nada possa ser observado, exceto PSKO.- EU SOU TUDO AQUILO QUE VOCÊ MAISTEME!!! -PSKO avança en direção o Okonam.

---------------------------------------------------------

- NÃO!! -Okonam subitamente de sua meditação, preparando sua espada para perfurar seu agressor. Só que tudo não passava de um sonho. É de manhã, ele está em seu quarto e segurando o pescoço de Ijad que está segurando um pão francês com presunto. O silêncio toma conta do local.
- Nunca mais entro no seu quarto. -Diz Ijad ímovel.
- Desculpa. -Diz Okonam guardando sua espada.- Eu tive um pesadelo. -Okonam observe o pão com presunto que Ijad tem em mãos.- E você sabe que eu não como carne.
- Sei sim, isso é pra mim.
- E então?
- Queria saber se você encontrou o Kabal. -Ijad abocanha seu café da manhã.
- ...Encontrei sim e ele disse que não.
- Acho que já sabia da resposta. -Ijad engole o pão.- O grupo não é a mesma coisa sem ele.
- Não, não é...
- Bom, bola pra frente. -Ijad da de ombros e abre a porta do quarto.- A galera toda ta te esperando no refeitório. -Ijad sai do quarto.

" Ijad pode até ser impulsivo de vêz em quando, mas ele não lança uma única granada sem saber o que está fazendo. É uma pessoa consciente e sabe o que quer, mas Kabal sempre foi uma pessoa fechada. Desde o dia em que Kabal saiu, ele não falou nada com ninguem. Se trancou fora da SK. Oque ele está tramando? Ele vai nos atacar? Ele está buscando ajuda? Seja lá o que for, que tenha consciência do que está fazendo"

(FIM DO 1º EPISÓDIO)

Ufa, essa deu trabalho.
O próximo episódio vai ser eletrizante. kk
Comenta aí nem que seja duas linhas. Fiquei três dias escrevendo.
Deixa aí suas dúvidas tb que eu respondo.
:)
Editado pela última vez por kabaljoe em Seg Abr 29, 2013 10:22 pm, em um total de 1 vez.
Avatar do usuário
kabaljoe
 
Mensagens: 26
Registrado em: Qui Nov 22, 2012 11:30 pm

Re: Stickmen

Mensagempor EABR0 » Sex Abr 19, 2013 10:58 pm

Eu adorei o conto, adorei a forma como escreveu e os detalhes demonstrados, continue assim, deste jeito, esta perfeito. Consegui imaginar tudo perfeitamente e adorei ler, excelente conto Kabal, estou muito curioso pelo resto, parabéns!

Você escreve muito bem. Adorei tudo.
Avatar do usuário
EABR0
Administrador
 
Mensagens: 335
Registrado em: Dom Mar 28, 2010 8:26 pm
Localização: Minas Gerais

Re: Stickmen

Mensagempor NinSalamance » Sex Abr 19, 2013 11:47 pm

Está bem a cara de uma futura animação mesmo. Belo conto, não sabia que você sabia escrever contos bem.
Deu para imaginar tudo muito bem, a interação entre os personagens ficou muito bem descrita e bolada.

Ansioso para o próximo capítulo =3.
Avatar do usuário
NinSalamance
 
Mensagens: 767
Registrado em: Sáb Mar 27, 2010 7:14 pm
Localização: Quem sabe no teto de sua casa

Re: Stickmen

Mensagempor Raposa » Sáb Abr 20, 2013 1:00 pm

Valeu a pena esses 3 dias escrevendo o primeiro episódio do conto. Os fatos ocorreram de forma bem clara, o combate foi dinâmico. Você tem habilidade em fazer contos. Realmente muito bom.

E eu me impressionei com o Okonam devolvendo as balas no maior espírito Jedi XD

Avatar do usuário
Raposa
 
Mensagens: 1657
Registrado em: Seg Jan 17, 2011 1:47 pm

Re: Stickmen

Mensagempor BODE_LOKO » Qua Abr 24, 2013 5:28 pm

viewtopic.php?f=55&t=5017&start=10

Dei uma palhinha de conto no topico lah do barzinho! falow!!
Canal:
Deviantart:

XD
Avatar do usuário
BODE_LOKO
 
Mensagens: 236
Registrado em: Seg Mar 29, 2010 9:14 pm
Localização: Guaruja-SP

Re: Stickmen - Episódio 1: O Plano

Mensagempor kabaljoe » Ter Abr 30, 2013 12:53 am

Valeu galera pelo feedback. Fiquei até mais motivado. Vou caprichar no 3º.

Vou aproveitar sua palhinha, Bode.
Pensei em algo tipo isso pra ele fazer com as balas, Raposa.

Vlw galera.
Avatar do usuário
kabaljoe
 
Mensagens: 26
Registrado em: Qui Nov 22, 2012 11:30 pm


Voltar para Contos e Fanfics

Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 1 visitante

cron