[phpBB Debug] PHP Warning: in file [ROOT]/includes/bbcode.php on line 483: preg_replace(): The /e modifier is no longer supported, use preg_replace_callback instead
[phpBB Debug] PHP Warning: in file [ROOT]/includes/bbcode.php on line 483: preg_replace(): The /e modifier is no longer supported, use preg_replace_callback instead
[phpBB Debug] PHP Warning: in file [ROOT]/includes/bbcode.php on line 483: preg_replace(): The /e modifier is no longer supported, use preg_replace_callback instead
[phpBB Debug] PHP Warning: in file [ROOT]/includes/bbcode.php on line 483: preg_replace(): The /e modifier is no longer supported, use preg_replace_callback instead
[phpBB Debug] PHP Warning: in file [ROOT]/includes/bbcode.php on line 483: preg_replace(): The /e modifier is no longer supported, use preg_replace_callback instead
[phpBB Debug] PHP Warning: in file [ROOT]/includes/bbcode.php on line 483: preg_replace(): The /e modifier is no longer supported, use preg_replace_callback instead
[phpBB Debug] PHP Warning: in file [ROOT]/includes/bbcode.php on line 483: preg_replace(): The /e modifier is no longer supported, use preg_replace_callback instead
[phpBB Debug] PHP Warning: in file [ROOT]/includes/bbcode.php on line 483: preg_replace(): The /e modifier is no longer supported, use preg_replace_callback instead
[phpBB Debug] PHP Warning: in file [ROOT]/includes/bbcode.php on line 483: preg_replace(): The /e modifier is no longer supported, use preg_replace_callback instead
[phpBB Debug] PHP Warning: in file [ROOT]/includes/bbcode.php on line 483: preg_replace(): The /e modifier is no longer supported, use preg_replace_callback instead
[phpBB Debug] PHP Warning: in file [ROOT]/includes/bbcode.php on line 483: preg_replace(): The /e modifier is no longer supported, use preg_replace_callback instead
[phpBB Debug] PHP Warning: in file [ROOT]/includes/bbcode.php on line 483: preg_replace(): The /e modifier is no longer supported, use preg_replace_callback instead
[phpBB Debug] PHP Warning: in file [ROOT]/includes/bbcode.php on line 483: preg_replace(): The /e modifier is no longer supported, use preg_replace_callback instead
[phpBB Debug] PHP Warning: in file [ROOT]/includes/bbcode.php on line 483: preg_replace(): The /e modifier is no longer supported, use preg_replace_callback instead
[phpBB Debug] PHP Warning: in file [ROOT]/includes/bbcode.php on line 483: preg_replace(): The /e modifier is no longer supported, use preg_replace_callback instead
[phpBB Debug] PHP Warning: in file [ROOT]/includes/bbcode.php on line 483: preg_replace(): The /e modifier is no longer supported, use preg_replace_callback instead
[phpBB Debug] PHP Warning: in file [ROOT]/includes/bbcode.php on line 483: preg_replace(): The /e modifier is no longer supported, use preg_replace_callback instead
[phpBB Debug] PHP Warning: in file [ROOT]/includes/bbcode.php on line 483: preg_replace(): The /e modifier is no longer supported, use preg_replace_callback instead
[phpBB Debug] PHP Warning: in file [ROOT]/includes/bbcode.php on line 483: preg_replace(): The /e modifier is no longer supported, use preg_replace_callback instead
[phpBB Debug] PHP Warning: in file [ROOT]/includes/bbcode.php on line 483: preg_replace(): The /e modifier is no longer supported, use preg_replace_callback instead
[phpBB Debug] PHP Warning: in file [ROOT]/includes/bbcode.php on line 483: preg_replace(): The /e modifier is no longer supported, use preg_replace_callback instead
[phpBB Debug] PHP Warning: in file [ROOT]/includes/bbcode.php on line 483: preg_replace(): The /e modifier is no longer supported, use preg_replace_callback instead
[phpBB Debug] PHP Warning: in file [ROOT]/includes/bbcode.php on line 483: preg_replace(): The /e modifier is no longer supported, use preg_replace_callback instead
[phpBB Debug] PHP Warning: in file [ROOT]/includes/bbcode.php on line 483: preg_replace(): The /e modifier is no longer supported, use preg_replace_callback instead
[phpBB Debug] PHP Warning: in file [ROOT]/includes/bbcode.php on line 483: preg_replace(): The /e modifier is no longer supported, use preg_replace_callback instead
[phpBB Debug] PHP Warning: in file [ROOT]/includes/bbcode.php on line 483: preg_replace(): The /e modifier is no longer supported, use preg_replace_callback instead
[phpBB Debug] PHP Warning: in file [ROOT]/includes/bbcode.php on line 379: preg_replace(): The /e modifier is no longer supported, use preg_replace_callback instead
[phpBB Debug] PHP Warning: in file [ROOT]/includes/functions.php on line 4668: Cannot modify header information - headers already sent by (output started at [ROOT]/includes/functions.php:3815)
[phpBB Debug] PHP Warning: in file [ROOT]/includes/functions.php on line 4670: Cannot modify header information - headers already sent by (output started at [ROOT]/includes/functions.php:3815)
[phpBB Debug] PHP Warning: in file [ROOT]/includes/functions.php on line 4671: Cannot modify header information - headers already sent by (output started at [ROOT]/includes/functions.php:3815)
[phpBB Debug] PHP Warning: in file [ROOT]/includes/functions.php on line 4672: Cannot modify header information - headers already sent by (output started at [ROOT]/includes/functions.php:3815)
Stickman • Exibir tópico - Venatio Albor - a caçada em busca da lenda

Venatio Albor - a caçada em busca da lenda

Escreva e divulgue aqui suas histórias, ou procure alguma que possa usar em sua animação.

Re: Venatio Albor - a caçada em busca da lenda

Mensagempor octavarium » Seg Mar 11, 2013 7:33 am

Ahuahuahuahsuayasuqhshquhwhsuqusua, q jeito mais hilario d cair num buraco xD

Agora a ação esta voltando =] e lol vcs mal sairam da casa do Fox e ja estão arrebentados.
Essa garota pela descrição n precisa nem falar q é o personagem q tu postou ontem xD a descrição bate certim lol

Curti pra caramba este episodio, e lol essa menina ja ta q nem ninja xD sem o menor esforço sobe uma vala correndo. O que eu curti nela tbm é q ela tbm usa o elemento Luz \o/ no estilo da Harle do CC (apesar da Harle usar trevas xP) mas bem mais style xD.

Outra coisa q como ja e de costume esperar no seu conto q eu curti pra caramba foi o cenario descrevido pela visão dos personagens, e lol imaginar as magias voando nesse breu é bem epico xD q nem quando ela dispara magia contra eles, eu imaginei a lamina d luz voando e a iluminação na caverna mudando conforme a magia avançava Lol se a ideia q tu queria passar for essa puts tu foi criativo bagarai!

Mas é isso ae mano, agora e esperar pra ler oque vai vir em seguida xD
Imagem
Vou roubar do Raposa o trofeu que ele roubou do Nin que tinha roubado dele >B|
Avatar do usuário
octavarium
 
Mensagens: 1448
Registrado em: Qua Fev 15, 2012 3:24 pm
Localização: Portugal

Re: Venatio Albor - a caçada em busca da lenda

Mensagempor Raposa » Seg Mar 11, 2013 3:24 pm

Bem legal mesmo !
Mais um personagem pra enrriquecer a história.

E eu ri muito dela tirando sarro com a cara do DB XD
Continue, eu aidna to curioso e os seus contos são fodas

Avatar do usuário
Raposa
 
Mensagens: 1657
Registrado em: Seg Jan 17, 2011 1:47 pm

Re: Venatio Albor - a caçada em busca da lenda

Mensagempor BODE_LOKO » Ter Mar 19, 2013 5:40 pm

Os contos da sk são lindos!! Espero que nunca acabem aeuaehuaehhaeaaa!!!!
XD
Canal:
Deviantart:

XD
Avatar do usuário
BODE_LOKO
 
Mensagens: 236
Registrado em: Seg Mar 29, 2010 9:14 pm
Localização: Guaruja-SP

Re: Venatio Albor - a caçada em busca da lenda

Mensagempor NinSalamance » Dom Mai 12, 2013 11:26 pm

DEPOIS DE SÉCULOS pensei que seria uma boa hora de reviver esse conto quase esquecido nas profundezas da SK!
Agora acho que fica mais sussa para eu escrever os capítulos, ao menos esse mês, em que as coisas vão ser menos tensas na Escola =D.
_________________________________________________________________________________



DBSanches: QUE IDÉIA FOI ESSA DE CHAMAR A MENINA PARA IR PARA A CASA DO NOBREAK?!?!?!
ninSalamance: Cara, eu já disse, ela é forte! Se conseguirmos conquistar a confiança dela, não vamos ter maiores problemas para chegar até o NoBreak!
DBSanches: Mas mesmo assim!! Imagina se no meio do caminho ela resolve que a gente só está enchendo o saco dela, e resolve deixar a gente para traz?! PIOR! O que impede ela de matar a gente no meio da noite, pegar o mapa e rachar fora?!?! Você mesmo disse que ela é forte!
ninSalamance: Éeeerrmm... (foi uma boa pergunta. Realmente, eu não tinha pensado nessa possibilidade...)
DBSanches: VIU! CARALEO! COMO VOCÊ É BURRO!
ninSalamance: Ó! BURRO NÃO! Burro é o cara que fez a gente andar HORAS na direção errada!
DBSanches: Mas isso foi só um pequeno imprevisto!!
ninSalamance: PEQUENO!?! Não fosse por isso, nem na vala nós tínhamos caído!! AI! (fui tentar levantar meu braço para apontar para DB, mas como meu ombro está em mau estado, senti uma ponta de dor).
DBSanches: Olha, cara, eu não sei quanto à você, (disse enquanto apoiava suas mãos na cintura) mas eu quero é sair desse buraco antes que a guria volte! Essa é a nossa melhor chance!
ninSalamance: Acho que você tem razão... Tenta escalar a montanha aí.
DBSanches: Pode deixar comigo!!! (disse confiante, sacodindo as mãos como se preparando para a escalada).

. DB então segurou numa parte da rocha que se mostrava mais rígida. Apoiou-se sobre ela, e então começou a escalar. Agarrava-se em um pedaço de pedra, apoiava seu pé em um buraco, se impulsionava para cima, agarrava outra rocha, e assim o processo se repetia...
. À medida que ia subindo, sua velocidade ia diminuindo, pude notar que ele também se esforçava mais para se mover de pedra para pedra. Chegou ao ponto em que dava para ver algumas gotas de suor caindo e refletindo a escassa luz solar que timidamente chegava ao fundo do poço. E foi nisso, quando DB tinha escalado cerca de um terço da vala (ao menos, é o que eu acho), ele simplesmente parou. Ficou estático, imóvel, encarando a lateral irregular e empoeirada do abismo como se fosse a única coisa que pudesse ver. Resolvi chamar a atenção dele.

ninSalamance: DB! ESTÁ TUDO BEM AÍ?! (gritei).

. Esperei alguns segundos, mas não obtive resposta.
. Gritei mais algumas vezes, mas Sanches não esboçava nenhuma reação. Permanecia sempre o mesmo, encarando a rocha, imutável... Mas o que diabos ele estava fazendo?

. Dado alguns minutos que ele estava quieto, comecei a estranhar mais e um pequeno calafrio percorreu minha espinha. Mas o que diabos o DB esta fazendo? Será que ele morreu? Ou será que é tudo um tipo de brincadeira de mau-gosto, e logo ele voltaria a subir, rindo da minha cara?

ninSalamance: CARA, RESPONDE, SEU PUTO!!! (berrei mais uma vez, e mais uma vez não obtive nem uma resposta). TÁ BOM ENTÃO! PODE FICAR AÍ FAZENDO NADA!!

. A vontade pegar uma pedra e tentar acertar meu colega era imensa, mas infelizmente, com o ombro ruim, eu não conseguiria tacar nem mesmo um pequeno pedregulho direito. Nisso, coloquei a mochila que o DB havia esquecido no chão sobre uma rocha maior, tirei um pergaminho qualquer de dentro dela, e comecei a ler. Foda-se o DB, até porque não tem nada que eu possa fazer mesmo.
. Não muito tempo após eu ter iniciado minha leitura, pude ouvir algo que parecia um guincho, mas que logo depois foi tomando o ar de um grito.

Luna: YAAAAAAAAAAYYY, CABEÇA DE AREIA!!!

. Era Luna que apareceu novamente no desfiladeiro, mas despencando da abertura como uma bala, com o corpo todo esticado na vertical, e com os calcanhares projetados para frente. Nessa posição ela caiu MUITO rápido, e atingindo os calcanhares na cara do DB, que ainda estava pendurado, o que resultou na queda dos dois até o chão.
. DB simplesmente se espatifou contra a rocha dura, a colisão fizera mesmo um pequeno tremor no chão, e levantou muita poeira. Por outro lado, Luna não parecia mesmo ter se arranhado. Estava sentada em cima de DB, então se levantou, e afastou um pouco do homem caído, enquanto espanava a poeira de sua roupa com as mãos. Era possível ver uma pequena poça de sangue se formando no chão, onde a cabeça de Sanches estava.
. Sanches então começou a tomar forças para se levantar. Apoiou seus braços no chão, e quando ia se agachar Luna gritou

Luna: MADEIRAAAAAAAAAA!!!!!!!!!!!!!

. Então vários pedaços de um tronco de madeira despencaram em cima do pobre homem ferido, que mal havia se levantado, o que o fez cair no chão novamente.

ninSalamance: HAHAHAHAHAH!!! Mais engraçado do que isso, SÓ DOIS DISSO!! AHHAHAHAAHAHAH!! (gargalhei, quase perdendo o fôlego)
Luna: Cala a boca, menino inútil!
ninSalamance: ó!ó! ÓÓÓó!!! Inútil nada! Meu ombro tá ruim só isso! Não tem como eu fazer muita coisa, tá legal?
Luna: Sei, sei... Epa! Acho que o cabeça de pedra tá sangrando!
ninSalamance: Eita! Você sabe primeiros socorros?
Luna: Não...
ninSalamance: Nem eu...
Luna:...
ninSalamance:...
DBSanches: ...
Lagarto do Deserto: ...
ninSalamance: PUTA QUE NA MERDA, DE ONDE ESSE BIXO?!?!
Lagarto: FTSSSSSSSSSSSS!!!!

. O lagarto aparecera ao meu lado. Levantei-me e me afastei rapidamente, correndo para uma das paredes do abismo. O Lagarto ficou me encarando, e enquanto ele me olhava, pude sacar minha foice com a mão esquerda. Me preparei para o ataque e avancei, mas quando ai acertar meu alvo, Luna entrou na frente.

Luna: Nãããão!!!! (disse enquanto parava minha foice com sua espada, e me virava um chute bem no peito, o que não doeu muito, mas foi o suficiente para me afastar da criaturinha).
ninSalamance: ESSE BIXO É DO CAPETA!! MATA ELE!!
Luna: Eu não vou matar o Chico!
ninSalamance: Chico?!...
Luna: É! Esse é o meu lagarto de estimação! Olha como ele é fofo! (disse enquanto segurava o animal pelo corpo e o aproximava de mim).
ninSalamance: Tira essa coisa de perto de mim!!! (pequena pausa)... Você deu o nome de Chico para um lagarto do deserto?!?!
Luna: Na verdade o nome dele é Francisco Astrôncio Scales Adamastor, mas é muito mais fácil chamar de Chico, não acha?!
ninSalamance:... Eu acho que isso é uma idiotice.
Luna: O CHICO NÃO É IDIOTA! (Disse me acertando com um soco muito bem dado no maxilar, que me fez ser arremessado uma boa distância pelos ares até me chocar com uma rocha da lateral da cratera).

. O golpe doera um bocado, chegou a me estontear um pouco. Tive que fazer alguma força para me recompor e permanecer de pé. Virei-me para Luna, ela estava respirando meio rápido, enquanto acariciava sua mão.

Luna: Desculpa... às vezes ainda é difícil para mim controlar meu fluxo de shí, então eu posso acabar exagerando na força... Ai, esses exercícios de hoje já estão me cansando... E SUA CARA É DURA PARA POXA!!
ninSalamance: Alguns dizem que eu tenho cara de pau... Pode ser por isso!
Luna: haha! Mas deixa de piada! A gente não estava discutindo alguma coisa?
ninSalamance:hm... sei não, me esqueci. Mas não deve ser nada de importante.
Luna: Então me ajuda a acender a fogueira e a armar uma barraca aqui!
ninSalamance: Mas meu ombro (parei um pouco. Antes de dar uma desculpa para não ajuda-la, senti que devia algo à ela por ela ter trago a lenha) Hmpf... tá bom então...
DBSanches:...


. A fogueira estava acesa, pois era necessário, já que, ao escurecer, o deserto se transformou em uma verdadeira caixa rúnica de gelo, com um frio de congelar os dedos. Três pequenas cabanas individuais estavam armadas, uma ao lado da outra; a luz das chamas iluminava as rochas, os buracos, a poeira e o tecido dos abrigos, fazendo com que tudo assumisse um tom meio dourado (Até certa distância, claro. Não muito longe do abrigo, o cenário visível não passava de sombras e penumbra).
. Uma brisa suave, gélida e seca passava pela cratera, fazendo com que as chamas da fogueira dançassem como as bailarinas que eu vi em uma das últimas cidades em que estive, quando ainda estava em zareibuk... Engraçado... Agora que eu parei para pensar nisso, quem diria que atravessar um rio iria me render tantos problemas?
. A luz da “lua” timidamente invadia a parte de cima do buraco, mas não penetrava muito. O Barulho dos estalos na madeira, provocado pelas chamas que a consumiam, era bem relaxante, e o calor e o cheiro de fumaça da fogueira me faziam lembrar da época em que me reunia ao redor de uma fogueira com as com as pessoas do vilarejo onde nasci, para ouvir as histórias dos anciões sobre os perigos que o estéril deserto de Zareibuk pode oferecer.
. A paz fora perturbada com um grito.

DBSanches: QUE BELOS AMIGOS VOCÊS SÃO, DEIXANDO UM CARA FERIDO MORRER DE HEMORRAGIA!!!! (Urrou cuspindo um pouco do sangue que de vez em quando ainda se acumulava em sua boca devido ao corte provocado com a queda.). E ESSA DESGRAÇA DE LARTO, TIRA ELE DE MIM!!! (Gritou enquanto pegava o “Chico” e o jogava para Luna).
Luna: Você deveria ser mais grato ao Chico! Afinal, se ele não tivesse mordido seu nariz, você não teria gritado, e a gente teria esquecido você lá no chão, só esperando morrer! E eu não tenho obrigação nem uma contigo, sou só alguém que vai viajar com vocês, te conheci há muito pouco tempo para ser sua “amiga”!
ninSalamance: Em minha defesa, eu queria dizer que... Meu ombro tá doendo muito.
DBSanches: Ah, é? Seu ombro tá doendo, é? Eu estou TODO DOENDO, e nem por isso eu iria deixar um amigo na mão!
ninSalamance: Cara, eu já pedi desculpas! O que quer que eu faça agora?! Dance a dança do ventre ao redor da fogueira para invocar os antigos espíritos do fogo, para que eles assim possam curar a sua dor?
DBSanches: Acho que eu fico de boa se você se atirar na fogueira (disse rindo).

. Peguei um comprimido de um dos bolsos da minha mochila e o engoli. O Fox disse que era um remédio que aliviava a dor. Ele até havia me explicado como funcionava, e me dado umas dicas de como usar para fazer mais efeito, mas como eu não tinha prestado atenção nem uma, então só o engoli da forma tradicional mesmo.
. Olhei para DB. Ele estava com a pomada que o DR.Fox me deu, passada em um ferimento no rosto, acima do olho esquerdo; ferimento este que antes não parava de sangrar.

ninSalamance: Aquí, hoje mais cedo, por que você ficou parado no meio da escalada?! Eu te chamava, e te chamava, e você não me escutava!
DBSanches: Como assim, fiquei parado?! Eu não parei de escalar um minuto se quer!
ninSalamance: Cara, você deve ter ficado de meia hora para mais encarando a parede!
DBSanches: NUNCA! Tipo, eu posso ter começado a escalar mais lento, porque eu me passei um pouco mal na subida, mas eu não fiquei parado!
ninSalamance: Claro que ficou! E ainda-
Luna: OW! Galera!! (gritou Luna interrompendo minha fala) Vocês sabem, não é?! Sobre essas valas?
ninSalamance: Saber o que sobre essas valas?
Luna: Puta merda, vocês são fodidos de desenformados, né?! Essas valas, as valas carniceiras, fazem de tudo para que ninguém saia delas.
DBSanches: Wait... COMO É QUE É?!?
Luna: É! Tipo, não se pode escalar ela da maneira convencional. Tem que ser muito ligeiro na escalada, se não você acaba tendo seu shí sugado pelas rochas, ou sendo pego em uma ilusão que o próprio rochedo conjura... Isso quando não acontecem as duas coisas!
ninSalamance: Carolho! Então estamos condenados a ficar aqui até alguma ajuda chegar?!
Luna: Não! É só ser bem rápido na escalada! Basta fazer como eu fiz, que não terão maiores problemas para sair daqui!
DBSanches: Tá... Mas como fazer o que você fez?
Luna: Calma aí! Não me digam que não conseguem alterar o Celérimo do seu fluxo de shí?!
DBSanches: Estamos em busca do NoBreak justamente para isso, para poder aprender mais sobre magia, suas propriedades, e essas coisas...
ninSalamance: Exatamente!
Luna: Mas... Vocês nunca chegarão até lá (ao menos vivos), se não dominarem algumas coisas!! Sabem controlar o Scutum?!
ninSalamance: Não.
DBSanches: Nem um pouco.
Luna: Fortalecer a Psyche?!
DBSanches: Nope.
ninSalamance: Eu acho que eu não preciso...
Luna: HAHAHAH!!! Vocês estão é DOIDOS se acham que vão conseguir sobreviver até a casa do NoBreak sendo FRACOS e BURROS do jeito que são, HAHAHAHAHAHA!!
ninSalamance: OLHA, OLHA!! BURRO É O DB!!
DBSanches: VAI ENCHER OS SACO SOBRE O NEGÓCIO DO MAPA ATÉ QUANDO!?!?
ninSalamance: Eu NEM mencionei mapa!
DBSanches: Ah, vai te catar!!!
Luna: Semeei a discórdia agora, hehe...

. Acabada a pequena discussão, conversamos mais um pouco sobre a luz da lareira, enquanto torrava algumas sementes de cactos zareibukianos para que a gente pudesse comer. Feito isso, com o frio apertando cada vez mais, entramos cada um para dentro de uma cabana, e dormimos.


. Acordei com o sol entrando dentro da vala e acertando o meu olho. Já estava muito quente até àquele momento, me sentei sobre a rocha, e passei a mão no rosto para me acordar melhor...
. Foi quando eu percebi que, para estar sentado na rocha, eu deveria estar fora da minha cama, e olhando para o meu redor, a única coisa que eu pude ver era DB dormindo. Todo o acampamento se fora. As cabanas, a lenha, os colchões, e até mesmo minha mochila com os remédios e os suprimentos, restando somente a velha e rasgada mochila de DB.

ninSalamance: DB!! ACORDA, PORRA!!!
DBSanches: Ein, oque, OI?!! (acordou em um sobressalto).
ninSalamance: Cadê o acampamento?!
DBSanches: Carvalho! É mesmo? Onde tudo foi parar?! (disse se levantando).

. Nesse momento, ouve-se um assovio vindo do topo da cratera. Era Luna com minha acenando para nós com minha mochila na mão.

ninSalamance: SUA!!... O que pensa em fazer com isso?!?!
DBSanches: Há! Você errou! O mapa para a casa do NoBreak está na MINHA mochila!! (disse triunfante).
Luna: E quem disse que estou interessada no mapa?
DBSanches: No que está interessada então?!... (perguntou confuso, enquanto colocava a mão sobre sua cintura).
Luna: entendam, eu fui com a cara de vocês. São duas pessoas bem engraçadas, e por isso eu quero que vocês me acompanhem na viagem! Para me fazer RIR!!! MAS para isso, vocês tem que estarem FORTES e tal, para poder sobreviver à viagem, e por isso eu estou colocando vocês nesse treinamento OBRIGATÓRIO!! YAY!!!
NinSalamance: QUE TREINAMENTO?!
Luna: É simples! Vocês só tem que sair dessa vala em 30 dias! Só isso! Se conseguirem, eu devolvo tudo o que roubei de vocês!
ninSalamance: Pf... Acho que vai ser fácil...
Luna: HAHA!! É o que veremos!... BEM, boa sorte com seu primeiro dia aí! De tempos em tempos eu passo aqui para ver seu progresso! Até lá, beijos, e ADEUS!!

. Dito isso, ela foi embora, deixando eu e DB sozinhos novamente naquele pedaço de fim de mundo.
Avatar do usuário
NinSalamance
 
Mensagens: 767
Registrado em: Sáb Mar 27, 2010 7:14 pm
Localização: Quem sabe no teto de sua casa

Re: Venatio Albor - a caçada em busca da lenda

Mensagempor Raposa » Seg Mai 13, 2013 3:02 am

Que amigo é você viu Nin ? o DB toma uma queda quase que fatal no chão e você fica rindo ! aushuh

Realmente ver a confusão entre vocês é divertido.
E eu nem lembrava mais dessa história, ainda bem que a reviveu.

Avatar do usuário
Raposa
 
Mensagens: 1657
Registrado em: Seg Jan 17, 2011 1:47 pm

Re: Venatio Albor - a caçada em busca da lenda

Mensagempor octavarium » Ter Mai 14, 2013 6:18 am

N da pra escrever com "huehue" ou "kkkkkk" a quantidade q eu ri do DB se fudendo nesse episodio xD, so faltou no final d tudo ter caido a classica pedra pequena na cabeça pra ficar perfeito xDDDD

Muito bom o episodio, agora eu quero ver oque vcs vão arrumar pra sair dali xD n vai demorar vai ter doido fazendo "Arte Ninja, 1000 Anos de Dor" um no outro pra sair xD fora a comida, sobrevivencia do mais forte, ou salamandra assada no espeto, ou costela de burro ala poeira de'l deserto LOL
Imagem
Vou roubar do Raposa o trofeu que ele roubou do Nin que tinha roubado dele >B|
Avatar do usuário
octavarium
 
Mensagens: 1448
Registrado em: Qua Fev 15, 2012 3:24 pm
Localização: Portugal

Re: Venatio Albor - a caçada em busca da lenda

Mensagempor EABR0 » Ter Nov 26, 2013 11:52 am

Eu não li 32 paginas atoa pra você não terminar, CADE O RESTO?!

Imagem
Avatar do usuário
EABR0
Administrador
 
Mensagens: 335
Registrado em: Dom Mar 28, 2010 8:26 pm
Localização: Minas Gerais

Re: Venatio Albor - a caçada em busca da lenda

Mensagempor BODE_LOKO » Qua Nov 27, 2013 2:19 pm

Canal:
Deviantart:

XD
Avatar do usuário
BODE_LOKO
 
Mensagens: 236
Registrado em: Seg Mar 29, 2010 9:14 pm
Localização: Guaruja-SP

Re: Venatio Albor - a caçada em busca da lenda

Mensagempor NinSalamance » Qui Nov 28, 2013 3:03 pm

Como eu sou bonzinho, ouvi suas reclamações e descobri que ainda tem gente nesse mundo que está esperando o resto do conto. Escrevi mais um capítulo e ele está aí para a alegria da galera!! =D
_______________________________________________________________________________________________________



DBSanches: NIN!!! SEU MALDITO PEDAÇO DE MERDAAAAAAAA!!!!!!!!!!!!!!!!!! (Dizia enquanto balançava seus braços no ar como forma de descarregar sua ira)
ninSalamance: Que foi, ô, desgraça?!
DBSanches: COMO VOCÊ PODE PERMANECER CALMO EM UMA SITUAÇÃO DESSA?!??! E A CULPA É TODA SUA!!!
ninSalamance: Relaxa, mano! A gente só tem de subir essa vala, nada de mais!
DBSanches: HÁ! Essa é boa! Se nem eu, que estou em perfeitas condições, consegui subir essa MERDA de parede, como você, que mal saiu da casa do Dr.Fox e está com o ombro machucado vai conseguir escalar, EIN!?!? (Disse com um fogo no olhar que quase me lembrava do velho ancião de minha vila na vez que roubaram a última garrafa de água sagrada de seu templo) O PIOR É QUE NÃO PODEMOS TER CERTEZA DE QUE ELA CUMPRIRÁ COM A PALAVRA!!! ( Seu rosto já estava vermelho de raiva)
ninSalamance: ... Okay, okay, me desculpa, BELEZA?! Eu só queria ser mais positivo, e tals!...

. Virei-me. Como a luz conseguia atingir o fundo da cratera a essa hora do dia, julguei que já fosse algo em torno de meio-dia, ou uma hora da tarde. Não ia tardar até que a luminosidade deixasse a vala, e quando isso acontecesse, estaríamos indefesos no escuro.
. Como ainda não conhecia bem o local, resolvi que seria uma boa ideia investigar os arredores. Não seria uma boa ideia andar junto com o DB... Pelo menos não agora que ele está estressado, ele iria somente encher minha cabeça até que eu não conseguisse mais prestar atenção em mais nada. E mais, com luz no fundo do buraco, não há muito risco de ser pego desprevenido por algo que eu não conheça.

ninSalamance: Ô, DB, eu vou ali ver se eu acho um lugar para fazer minhas necessidades, e enquanto isso você olha na sua mochila o que ela deixou aqui com a gente... Dependendo daquela pilantra às vezes nem os remédios devem estar aí.
DBsanches: Beleza. Tomara que no meio do caminho ocorra um deslizamento EM CIMA de você!! (A raiva ainda era visível em seu corpo. Segurava de forma tensa a mochila, e não tinha paciência para desamarrar os nós que fizera para manter os bolsos fechados).

. Deixei Sanches pelejando com a mochila e comecei a explorar o local o quanto antes, para que a luz não deixasse a vala sem que eu tivesse ao menos um mapa mental das rachaduras e das rochas que compunham o fundo do buraco.
. Com a luz do dia, podia-se ver de forma clara como a região em que me encontrava era antiga. Rochas ígneas e sedimentares dobravam-se umas em cima das outras, dando origem à pedras de origem metamórfica em alguns locais. As eras eram bem visíveis através das camadas de terra que se sobrepunham entre si: O solo mais recente, sedimentar e de tom amarelado, concentrava-se na parte de cima da vala; e passando por tons alaranjados e amarronzados, finalmente se chegava ao cinza das rochas ígneas do fundo da cratera. É. A paisagem não é das mais feias... Na verdade é bem mais agradável que os arredores dos fedorentos cortiços que existiam na periferia da maioria das cidades de Zareibuk.
. E foi andando, apreciando a estranha beleza do local, e vagando em minha memória, que me perdi em meu próprio pensamento. Quando me dei conta, as sombras já tomavam dois terços das paredes rochosas do local, e eu me encontrava em uma parte da cratera em que não havia somente as familiares rachaduras naturais das laterais, mas também uma série de incontáveis buracos quase perfeitamente esféricos.
. Paralisei. Imóvel, conseguia ouvir ruídos saindo de dentro dos escuros buracos. Eram sons de pequenas pedras quicando, quebrando ou se arrastando. A natureza do som na verdade não incomodava. O que incomodava era o som em si, pois ele significava que eu não estava sozinho ali.
. Devagar, procurei a foice na minha cintura, mas para meu desespero, não a encontrei lá. DROGA!! Devo ter deixado no local do acampamento!... E foi com esse pensamento que comecei a tentar me afastar silenciosamente do som. Não foi o que aconteceu. Uma pedra que Deus sabe o porquê se encontrava logo atrás do meu pé me fez cair quando comecei a andar para traz. O barulho produzido não foi algo muito alto, mas foi o suficiente para alertar aos residentes do lugar de que eu estava ali, pois logo após a queda, todos os ruídos cessaram.
. Vagarosamente, pude notar uma pequena figura emergindo de uma das fendas. Não era nada mais nada menos que uma sombra. Tinha o formato de um pequeno lagarto, mas com a exceção de que não possuía as patas traseiras, e seu comprimento não passava de 40 centímetros. Mas atrás desse pequeno ser, outro se revelou saindo de outro buraco. E outro, e mais outro, até que uma multidão de mais de 50 dessas criaturinhas se formou, e mais e mais delas continuavam a aparecer.
. Virei-me e comecei a correr desesperadamente. Não virei para trás nem um momento, mas podia ouvir o som dos lagartos das sombras me perseguindo. O Terreno acidentado se mostrou ser um verdadeiro desafio na minha fuga. Por mais de uma vez tive que ignorar a dor de rochas atingindo o meu ombro direito, e continuar correndo dos bichinhos. Comecei a gritar por ajuda, mas sem poder ouvir nem uma resposta, parei de berrar para que isso não acabasse com o meu fôlego. Apenas concentrei-me na corrida, mas a adrenalina não me deixava pôr em prática as técnicas de respiração que eu havia aprendido para que eu pudesse aguentar mais o esforço físico.
. Foi tentando passar por uma parte mais estreita das paredes do desfiladeiro que alguns dos malditos lagartos conseguiram me alcançar. Podia sentir suas garras rasgando o tecido das minhas roupas, atravessando a pele e fatiando a carne por debaixo dela. Não possuíam garras tão longas, então julguei que a dor não era proporcional à profundidade dos ferimentos, mas a mordida era horrivelmente dolorosa, e essas pequenas criaturas pareciam ter uma força inacreditável em suas mandíbulas, pois elas NÃO SOLTAVAM minha carne de jeito nem um! Ou se soltavam por força, levavam um bom pedaço de tecido muscular junto, como minha mão esquerda teve a infelicidade de descobrir.
. A única coisa que pude fazer foi continuar a correr. Jogava-me contra as laterais rochosas da cratera no meio da fuga com o intuito de atordoar os seres de sombra que ainda se encontravam rasgando meu corpo, ou então batia em suas cabeças com pedras que pegava no meio do caminho, e ambas as medidas se mostraram efetivas, pois quando me dei por conta, já não havia mais nem um deles agarrados em meu corpo. Mas infelizmente, o estrago que fizeram não foi pouco, e já me atrapalhava a correr, pois tinha que tomar cuidado não só com o ombro agora, mas também com as costas e a mão esquerda; locais onde o estrago provocado fora maior.
. O peso da interminável corrida já começava a cair sobre meu corpo. O sangue quente que escorria por minhas costas se misturava com o suor frio que eu estava secretando, e a fétida mistura parecia atiçar ainda mais os lagartos das sombras, que começaram a grunhir e a fazer mais barulho. Meu corpo se tornava cada vez mais pesado, eu já começava a enfrentar dificuldades para respirar. Sem poder descansar, nem mesmo meus sentidos estavam aguentando mais, e minha visão começou a enturvar. Aparentemente, estava pagando o preço por me distrair e perder a hora em um local inóspito e desconhecido.
. Foi então, em um dos pulos que tive que dar para desviar de uma rocha, que meu cachecol saiu do meu pescoço e eu notei algo peculiar nele: Havia uma runa desenhada em seu tecido. Não era um simples desenho, era realmente uma runa, podia sentir sua presença mágica... Mas porque ela só se revelou agora? E mais, não sabia o que ela queria dizer, mas sabia que qualquer coisa era melhor do que nada, e foi nisso que eu decidi ativar a runa.

ninSalamance: COEGI RUNE!!!

. Nisso, senti meu chi azul sendo sugado para dentro do tecido, que em poucos segundos aumentou drasticamente seu comprimento. Aproveitei o tecido extra, e enrolei meu antebraço no cachecol, de forma que, quando mais das criaturas conseguiram me alcançar, usei o braço protegido como escudo, e sem conseguir atravessar o expeço tecido, as criaturas não atingiram minha carne.
. Como situações desesperadas requerem medidas desesperadas, forcei o antebraço enfaixado contra as pedras, e isso quebrou a cabeça dos quatro lagartos que agora se encontravam presos no tecido.

ninSalamance: WATER PROFUNDO!!

. Com essas palavras, fiz com que o próprio sangue dos animais mortos fosse utilizado como fonte hídrica para o ataque. Não mirei em nem um dos lagartos que se encontravam atrás de mim, mas sim em uma rocha que se projetava acima da minha cabeça, o que a fez entrar em colapso e começar a cair.
. O barulho, o tremor, os estilhaços de rochas caindo e mesmo a fumaça levantada contribuíram para que os lagartos dessem uma pequena pausa em sua perseguição, e me deram tempo de me esgueirar para dentro de uma vala que se abria em uma das laterais do local. Escondido, tremendo e ofegante, pude ouvir a legião de animais passando direto pela abertura da vala, e se afastando ao longe...


. Por meia hora fiquei oculto no meu esconderijo. Já não havia mais sinais de que os lagartos das sombras ainda estavam espreitando o local. O mais provável é que tivessem todos se dispersado quando me perderam de vista. Agora, sem a adrenalina, sentia as dores das outras feridas que abri na corrida. Não eram nada com que eu devesse me preocupar. Na minha checagem percebi que nem uma delas era profunda, mas sua quantidade, e o fato de que estavam todas banhadas em suor salobre, fazia com que ardessem como fogo. Decidi que sair da vala era uma boa opção, pois àquela altura, já não conseguia aguentar mais meu próprio cheiro.
. Cambaleando, me esforcei para chegar até o local do acampamento, onde DB não se encontrava. Vi somente a mochila dele, alguma quantidade de lenha ao lado, e minha foice escorada na parede rochosa.

ninSalamance: DB! Sanches!! Caadê você, ô carolho!?!?

. Nisso, algo saiu da terra embaixo dos meus pés e agarrou minha perna. No susto, dei um salto para trás, e, tropeçando, quase caí no chão. Foi então que eu percebi que o que me agarrara foi DB, que emergira do solo como um zumbi. Seu corpo estava completamente sujo de poeira e terra, e demorou um pouco para que conseguisse tirar os ciscos dos olhos.

ninSalamance: Porra, cara, quer me matar de susto?!
DBSanches: Foi mal aê. É que eu estava aqui, de boa na minha, e então eu ouço uma LEGIÃO de criaturas vindo na minha direção!!! Como não tive ideia melhor, esperei que se me enterrasse no chão, elas passariam por cima de mim sem me perceber.
ninSalamance: Daí você caiu no sono.
DBSanches: É.
ninSalamance: Inteligente... MAS BEM, o que a menina Luna deixou para a gente aqui na mochila, ein?
DBSanches: POIS BEM, com exceção do mapa, e do pergaminho, ela não deixou NADA que havia na mochila anteriormente! Mas em troca, ela colocou alguns medicamentos novos que eu ainda não tive paciência para ler o que fazem, e deixou também lenha para a gente fazer uma fogueira.
ninSalamance: Só isso?
DBSanches: Só isso.
ninSalamance: É, fedeu... Cara, acende uma fogueira aí, porquê daqui a pouco começa a anoitecer e eu não quero passar a noite no frio.
DBSanches: Não acho que seja uma boa ideia.
ninSalamance: Por quê?
DBSanches: Porque aquelas criaturas podem estar procurando por uma presa nos arredores ainda! Se acendermos uma fogueira, só falta anunciar gritando a nossa localização!
ninSalamance: Bem colocado... Então vai cavando umas camas aí para a gente na base da parede que eu vou jogar essas carcaças aqui que estão garradas no meu braço em outro local, para evitar que atraiam outros predadores...
DBSanches: Pode deixar!

. Essa noite não dormiremos.
Avatar do usuário
NinSalamance
 
Mensagens: 767
Registrado em: Sáb Mar 27, 2010 7:14 pm
Localização: Quem sabe no teto de sua casa

Re: Venatio Albor - a caçada em busca da lenda

Mensagempor octavarium » Qui Nov 28, 2013 6:15 pm

Aehuehuehuehuehuehuehue chega ser engraçado o quanto q o teu char se fode na serie xD

E finalmente carolho! Mais de ano com a serie parada LOL, só quero ver se tu vai continuar ou se vai dar outra pausa cabulosa dessas xD

O restante dos elogios e criticas eu vou deixar pra te dar ideia no skype, pq digitar pelo ipod mata
Imagem
Vou roubar do Raposa o trofeu que ele roubou do Nin que tinha roubado dele >B|
Avatar do usuário
octavarium
 
Mensagens: 1448
Registrado em: Qua Fev 15, 2012 3:24 pm
Localização: Portugal

AnteriorPróximo

Voltar para Contos e Fanfics

Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 1 visitante

cron