[phpBB Debug] PHP Warning: in file [ROOT]/includes/bbcode.php on line 483: preg_replace(): The /e modifier is no longer supported, use preg_replace_callback instead
[phpBB Debug] PHP Warning: in file [ROOT]/includes/bbcode.php on line 483: preg_replace(): The /e modifier is no longer supported, use preg_replace_callback instead
[phpBB Debug] PHP Warning: in file [ROOT]/includes/bbcode.php on line 483: preg_replace(): The /e modifier is no longer supported, use preg_replace_callback instead
[phpBB Debug] PHP Warning: in file [ROOT]/includes/bbcode.php on line 483: preg_replace(): The /e modifier is no longer supported, use preg_replace_callback instead
[phpBB Debug] PHP Warning: in file [ROOT]/includes/bbcode.php on line 483: preg_replace(): The /e modifier is no longer supported, use preg_replace_callback instead
[phpBB Debug] PHP Warning: in file [ROOT]/includes/bbcode.php on line 483: preg_replace(): The /e modifier is no longer supported, use preg_replace_callback instead
[phpBB Debug] PHP Warning: in file [ROOT]/includes/bbcode.php on line 483: preg_replace(): The /e modifier is no longer supported, use preg_replace_callback instead
[phpBB Debug] PHP Warning: in file [ROOT]/includes/bbcode.php on line 483: preg_replace(): The /e modifier is no longer supported, use preg_replace_callback instead
[phpBB Debug] PHP Warning: in file [ROOT]/includes/bbcode.php on line 483: preg_replace(): The /e modifier is no longer supported, use preg_replace_callback instead
[phpBB Debug] PHP Warning: in file [ROOT]/includes/bbcode.php on line 483: preg_replace(): The /e modifier is no longer supported, use preg_replace_callback instead
[phpBB Debug] PHP Warning: in file [ROOT]/includes/bbcode.php on line 483: preg_replace(): The /e modifier is no longer supported, use preg_replace_callback instead
[phpBB Debug] PHP Warning: in file [ROOT]/includes/bbcode.php on line 483: preg_replace(): The /e modifier is no longer supported, use preg_replace_callback instead
[phpBB Debug] PHP Warning: in file [ROOT]/includes/bbcode.php on line 483: preg_replace(): The /e modifier is no longer supported, use preg_replace_callback instead
[phpBB Debug] PHP Warning: in file [ROOT]/includes/bbcode.php on line 483: preg_replace(): The /e modifier is no longer supported, use preg_replace_callback instead
[phpBB Debug] PHP Warning: in file [ROOT]/includes/bbcode.php on line 483: preg_replace(): The /e modifier is no longer supported, use preg_replace_callback instead
[phpBB Debug] PHP Warning: in file [ROOT]/includes/bbcode.php on line 483: preg_replace(): The /e modifier is no longer supported, use preg_replace_callback instead
[phpBB Debug] PHP Warning: in file [ROOT]/includes/bbcode.php on line 483: preg_replace(): The /e modifier is no longer supported, use preg_replace_callback instead
[phpBB Debug] PHP Warning: in file [ROOT]/includes/bbcode.php on line 483: preg_replace(): The /e modifier is no longer supported, use preg_replace_callback instead
[phpBB Debug] PHP Warning: in file [ROOT]/includes/bbcode.php on line 483: preg_replace(): The /e modifier is no longer supported, use preg_replace_callback instead
[phpBB Debug] PHP Warning: in file [ROOT]/includes/bbcode.php on line 483: preg_replace(): The /e modifier is no longer supported, use preg_replace_callback instead
[phpBB Debug] PHP Warning: in file [ROOT]/includes/bbcode.php on line 483: preg_replace(): The /e modifier is no longer supported, use preg_replace_callback instead
[phpBB Debug] PHP Warning: in file [ROOT]/includes/bbcode.php on line 483: preg_replace(): The /e modifier is no longer supported, use preg_replace_callback instead
[phpBB Debug] PHP Warning: in file [ROOT]/includes/bbcode.php on line 483: preg_replace(): The /e modifier is no longer supported, use preg_replace_callback instead
[phpBB Debug] PHP Warning: in file [ROOT]/includes/bbcode.php on line 483: preg_replace(): The /e modifier is no longer supported, use preg_replace_callback instead
[phpBB Debug] PHP Warning: in file [ROOT]/includes/bbcode.php on line 483: preg_replace(): The /e modifier is no longer supported, use preg_replace_callback instead
[phpBB Debug] PHP Warning: in file [ROOT]/includes/bbcode.php on line 483: preg_replace(): The /e modifier is no longer supported, use preg_replace_callback instead
[phpBB Debug] PHP Warning: in file [ROOT]/includes/bbcode.php on line 379: preg_replace(): The /e modifier is no longer supported, use preg_replace_callback instead
[phpBB Debug] PHP Warning: in file [ROOT]/includes/functions.php on line 4668: Cannot modify header information - headers already sent by (output started at [ROOT]/includes/functions.php:3815)
[phpBB Debug] PHP Warning: in file [ROOT]/includes/functions.php on line 4670: Cannot modify header information - headers already sent by (output started at [ROOT]/includes/functions.php:3815)
[phpBB Debug] PHP Warning: in file [ROOT]/includes/functions.php on line 4671: Cannot modify header information - headers already sent by (output started at [ROOT]/includes/functions.php:3815)
[phpBB Debug] PHP Warning: in file [ROOT]/includes/functions.php on line 4672: Cannot modify header information - headers already sent by (output started at [ROOT]/includes/functions.php:3815)
Stickman • Exibir tópico - Venatio Albor - a caçada em busca da lenda

Venatio Albor - a caçada em busca da lenda

Escreva e divulgue aqui suas histórias, ou procure alguma que possa usar em sua animação.

Re: Venatio Albor - a caçada em busca da lenda

Mensagempor octavarium » Sáb Jan 12, 2013 6:24 pm

Quando eu pensava q n dava pro dr fox ser mais troll do q ja é , ele faz isso contigo ehuehuehhehuehuehuwhwhuehuehuehue xD

Carai mano o.O tu ja ta com a alma podre LOL mas pelomenos tu ganhou mais temo xP

O conta esta foda nin x] ler a parte do nobreak perguntando as tretas da sua alma ouvindo a musica thema do Killer Instinkt foi um momento UNICO LOL \o/
Imagem
Vou roubar do Raposa o trofeu que ele roubou do Nin que tinha roubado dele >B|
Avatar do usuário
octavarium
 
Mensagens: 1448
Registrado em: Qua Fev 15, 2012 3:24 pm
Localização: Portugal

Re: Venatio Albor - a caçada em busca da lenda

Mensagempor NinSalamance » Dom Jan 13, 2013 10:34 am

Valeu, pessoal!
Depois da passagem do meu personagem e do DB na casa do NoBreak é que as coisas começam a ficar interessantes.
Ainda tem MUUUUUUUITA coisa a ser escrita, meus amigos, acho que só essa saga deve passar de uns 40 capítulos \o/

E eu já resolvi o dilema de como o Raposa aparece
Quem não apareceu ainda, não se preocupe, é que não dá para sair apresentando uma lera de personagens novos de uma vez do NADA.
Avatar do usuário
NinSalamance
 
Mensagens: 767
Registrado em: Sáb Mar 27, 2010 7:14 pm
Localização: Quem sabe no teto de sua casa

Re: Venatio Albor - a caçada em busca da lenda

Mensagempor Raposa » Ter Jan 15, 2013 2:13 pm

Doutor-Fox Miserável !! UAHSUAHSUHAUSHAUSHUAHSUAHS

Deu pra entender melhor as coisas com esse capítulo !
E ainda sim terminou com chave de ouro

Uma pergunta: Onde tava o Octavarium no meio dessa confusão toda? Ele só aparece nas horas boas é? XD

Avatar do usuário
Raposa
 
Mensagens: 1657
Registrado em: Seg Jan 17, 2011 1:47 pm

Re: Venatio Albor - a caçada em busca da lenda

Mensagempor NinSalamance » Ter Jan 15, 2013 2:44 pm

Octavarium tem uma sorte do carvalho. Mas entenda que ele tem coisas mais importantes a fazer... Até porque ele tem que fazer missões, é o ganha-pão dele XD.
Vira em mexe eu tenho que soltar uns capítulos para explicar "Mas o que DIABOS aconteceu no último capítulo?!?!". É bom fazer capítulos assim que já dá para partir para a ação no próximo capítulo.

PS: Estou cogitando seriamente em copiar o EABR0 e colocar umas musiquinhasinhas para ajudar.
Ou não. Isso dá trabalho.
__________________________________________________________________________________________________________________________________

EDIT: Colocando aki para vocês, depois de mais de um mês, o capítulo novo XD.
Para compensar ele tem uma ou duas páginas a mais do que o de costume, e três pessoas aparecem \o/
E o capítulo de hoje vem com ARTE!!! Vou tentar fazer um desenho para cada capítulo.

Imagem
Rafa mó estiloso...
Eu sei que eu desenhei alguma coisa errada na cabeça dele... Mas não sei ao certo XD



15/03/1366

. Era madrugada, a “Lua” de espectrália já queimava seus últimos pingos de energia antes de desaparecer e dar lugar ao “Sol”. O céu estava bem escuro, uma brisa pouco mais gélida que a que normalmente soprava estava batendo contra a porta da pequena cabana onde o Dr.Fox cuidava dos enfermos, fazendo com que ela emitisse um rangido baixo, mas que incomodava bastante.

. Os últimos preparativos estavam sendo feitos para a expedição minha e do DB até o Monte Kor, local onde o NoBreak disse que estaria.
. O Octavarium gentilmente doou roupas novas para mim e para o DB depois de ter DILACERADO as nossas roupas antigas. A camisa da minha nova roupa era feito de um material bem leve, parecido com seda, e por cima eu vestia uma jaqueta de material mais denso, que não cobria os braços, e se estendia, tendendo para a direita, até a altura do meu joelho. Algumas fivelas mantinham a jaqueta fechada na parte de cima, e uma faixa bem espessa amarrava essa jaqueta à minha cintura. Minha calça era bem larga, e de material bem leve, somente um pouco mais denso que o da minha camisa... E para me proteger mais do “Sol” fortíssimo de expectrália, passei a usar também uma bandana na cabeça, e um cachecol de material isolante térmico em volta do pescoço. Calçava algo semelhante à sapatilhas.
. DB passou a vestir uma roupa de material não muito diferente do meu. A camisa que ele usava se fechava somente com três botões, que ficavam na extremidade esquerda da camisa. Uma longa faixa amarrava a sua cintura e estendia a ponta até bem próximo do chão... Usava, assim como eu, calças de material fino e razoavelmente denso, enquanto faixas de atadura cobriam seus pés, calçados com uma espécie de sandália. Uma espécie de “saia”, “Kilt”, ou qualquer outra coisa do gênero caía da faixa e tampara a parte de trás das pernas de DB.

. Eu estava arrumando a minha mochila, colocando nela comida e medicamentos enquanto pensava. Meu sono continuava durando muito... Mas sabendo que agora eu tenho mais tempo para conseguir o bendito Amuleto de Albora, minha noite de sono passou a ser bem mais tranquila, já que eu estava mais calmo, com menos peso na consciência.

Dr.Fox: ENTÃO! É só seguirem esse mapa!... Bem, tá certo que eu não sou geógrafo ou cartógrafo, mas esse esquema que eu fiz no mapa deve servir bem para ajudar vocês a chegarem ao seu destino!
ninSalamance: Muito obrigado, cara! (dizia enquanto pegava o mapa da mão dele)
DBSanches: Nin... QUEM DISSE QUE VOCÊ É QUEM VAI FICAR COM O MAPA?!?
ninSalamance: Cara... CARA!... Você se perdeu no meio das árvores do bosque só depois de andar durante um minuto fora da trilha! Seu senso de direção é HORRÍVEL!
DBSanches: Ma... MAS!... MAS É que eu não estava passando bem na hora! (respondeu hesitante)... Você sabe muito bem que os medicamentos que o Fox me dá são muito fortes e acabam mexendo com a minha cabeça!
ninSalamance: Aham, sei, culpa o remédio mesmo.
DBSanches: EU VOU TE PROVAR que eu sei ser um grande navegador!

. Depois de dizer isso, DB deu um bote e arrancou o mapa da minha mão sem me dar muita chance de reagir. Deixei por isso mesmo. Não era hora de caçar briga. Tínhamos que estar prontos para qualquer obstáculo que possa aparecer ao longo do caminho, e uma briga, mesmo que seja verbal, pode acabar abaixando a moral da dupla...

. Peguei minha foice e a amarrei à faixa que se amarrava à minha cintura. Chequei novamente a mochila para ver se não havia deixado algo para traz. Como a mochila era cheia de detalhes, cordas, bolsos e fivelas em sua superfície bege, foi meio difícil de abrir todos os bolsos delas sem embolar alguma coisa. Não havia me esquecido de nada, aparentemente. Estava tudo lá: O Cantil de metal velho com um formato redondo achatado, retorcido e semi-enferrujado; o embrulho de papel contendo alguns grãos, pão e carne para comer, e até mesmo alguns vidros de medicamentos que o Dr.Fox nos indicou para a viajem (antivenenos, uma pomada para estancar a hemorragia, e algumas pílulas de antibióticos).
. Pelo o que eu pude ver da mochila do DB, ele estava levando somente alguns pergaminhos velhos e encardidos que não me eram familiares, e um pacote com comida. Havia vários furos na mochila de cor amarronzada dele, e talvez fosse por isso que não seria uma boa ideia encher demais a mesma.

. Nos movemos até a porta da casa e a abrimos. Como ainda estava um breu danado, resolvi que seria melhor eu levar uma lamparina. Era uma pequena lamparina de ferro e vidro (vidro esse que de tão velho adquiriu um tom opaco e azulado), que emitia uma quantidade de luz que era o suficiente para se ver claramente o caminho.

ninSalamance: Fox, obrigado mesmo por tudo, cara!
DBSanches: ISSO! Muito obrigado, mano... Até porque, se você não tivesse tratado de nós dois, talvez nem vivos estaríamos nesse momento, hehe (disse enquanto coçava a cabeça).
Dr.Fox: Disponham, meus caros pacientes! É só me pagar quando puderem! E algo me diz que vocês ainda vão ter que voltar aqui para que eu possa curá-los mais uma vez, HAHAHAHAHA (Dava uma gargalhada cômica. Gargalhada essa que foi um tanto engraçada, e me fez esboçar um sorriso pelo canto da minha boca).
DBSanches: Há! Vai nessa!... Mas valeu mesmo!... Por tudo...
Dr.Fox: Não há de quê, mas agora vão! Se não de nada vai adiantar terem saído cedo, se não puderem aproveitar a sombra!
ninSalamance: Realmente, DB, temos que partir depressa.

. Começamos a caminhar no sentido da trilha do bosque. À medida que íamos nos afastando, a imagem da cabana ia sumindo, e a figura do Fox ia formando somente uma silhueta. Olhei para a traz para a última vez, acenei e gritei

ninSalamance: SE CUIDA!!

. Não deu para ouvir a resposta direito, mas com certeza ele iria ficar bem. É esperto.

. Enquanto caminhávamos pelo bosque, pude ouvir todo o tipo de som que a floresta podia emitir. O ruído dos grilos, dos lobos e das cigarras acabavam se misturando, formando uma melodia em conjunto com o vento que batia nas folhas das árvores.

. Andamos durante um bom tempo pelo bosque da floresta. Ao longo do caminho, inúmeras outras trilhas, levando a diferentes destinos podiam ser vistas... Provavelmente iam à direção de outras cananas, ou mesmo vilas que se aproveitavam o clima mais ameno da floresta para criar uma comunidade.
. À medida que ia clareando eu apaguei a lamparina, que já não era mais necessária. Saímos da floresta pouco depois disso, entrando em um bioma desértico, em que as dunas eram grandes e claramente visíveis.

_____

. Andamos durante horas a fio. O Sol implacável sobre nossas cabeças começava já a queimar, e não havia sinal algum de que estávamos perto do destino.
. Chegamos mesmo a ultrapassar o terreno de deserto de dunas de areia. Estávamos agora em um local mais rochoso, coberto de poeira, partículas de pedra e fungos. O Cheiro desses fungos não era desagradável para mim, mas eu podia ver na cara de DB que ele não os suportava. Depois disso, DB começou a espirrar muito, talvez por alergia ao fungo, ou à poeira ou algo assim.
. O Sol seguia nosso trajeto. O céu estava totalmente azul, sem sinal algum de nuvem, fumaça ou poluição. Estávamos subindo um morro não muito inclinado, era algo relativamente fácil, mas com o Sol incidindo exatamente sobre mim e DB, e com o acúmulo das horas caminhando, acabamos por nos cansar muito. Era possível mesmo ver as ondulações atmosféricas por causa do calor do ar e do chão e a fadiga provocada por essa situação exaustiva estava quase nos dominando.
. Andando e andando pelo terreno rochoso e acidentado de tom acinzentado, feito de pedras calcárias, podíamos ver a miséria que era o lugar. Nem uma alma viva (salve os malditos répteis do deserto) poderia sobreviver em tal lugar. Enquanto estávamos começando a subir o morro, deu para ver um lamaçal seco. A argila já havia endurecido e trincado... Provavelmente aquela região já não via uma chuva à um bom tempo...
. Quando acabamos de subir o morro, o que se podia ver era uma imensidão plana. Tudo que se podia ver até a linha do horizonte não era nada mais nada menos que pedra, terra e poeira. Algumas valas se abriam no estéril solo da planície seca, valas incrivelmente profundas, eu chuto que algumas dessas valas devem ter mais que algumas centenas de metros de profundidade...

. Nisso DB pegou um pedaço de pedra e o jogou no buraco que se abria logo à nossa frente. Deu para ouvir somente o eco da pedra caindo.

DBSanches: Cara, eu contei aqui, e a pedra demorou uns 6 segundos e meio para chegar até o chão... Isso deve dar mais de 150 metros de profundidade, ou coisa assim...
ninSalamance: É só tomar cuidado com essas valas... Mas aki, vamos sair daqui, porque essa plataforma rochosa que a gente está não está me dando muita confiança.
DBSanches: Verdade... Hm... Estranho isso...
ninSalamance: O quê?
DBSanches: O mapa não fala nada de planície...
ninSalamance: Cara. VEY. VEEEEEEY!!! NÃO ME DIGA QUE VOCÊ NOS PERDEU!!?!?
DBSanches: MAS PORRA! EU FIZ TUDO CERTINHO!! Para não me perder, e saber onde fica o norte no mapa, eu até apontei meu braço esquerdo para onde o Sol nasce, que é no leste!! Assim, por lógica, o Norte estaria na minha frente!!
ninSalamance: Braço esquerdo?
DBSanches: É! Tudo certo!
ninSalamance: para o Norte ficar na sua frente, você tem que apontar é O BRAÇO DIREITO PARA O SOL, ANIMAL!!!
DBSanches: Aaaaaaahhhh... Foi... Mal? (disse enquanto usava o mapa para esconder o rosto).
ninSalamance: AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAARHG!!! VOCÊ FÊZ A GENTE ANDAR DURANTE HORAS PARA A DIREÇÃO ERRADA!!!! Se esse fosse o caso, tudo bem, mas como seu senso de direção é uma MARAVILHA, eu acho que nem para nos guiar andando em linha reta você prestou! É bem capaz que nem consigamos mais nos localizar no mapa!!
DBSanches: Cara, se acalma...
ninSalamance: ACALMAAAAR!?!?!? EU VOU É TE ESGUELAR!!!

. Avancei sobre DB e segurei o pescoço dele por entre meu braço, sufocando-o.

DBSanches:Gaahh!! DoaaarrgH!!! Ni.. NIN!! PARA!!
ninSalamance: EU VOU TE MATAR!!! (Naquele momento eu só estava concentrado em punir o DB pela burrada colossal).
DBSanches: Gah... Para... PARA PORRA!!!

. Gritando isso ele se inclinou para a frente e usou meu peso para me arremessar no chão. Caí de cóccix em uma pedra. A dor subiu pela espinha, e eu perdi o fôlego.

DBSanches: caralho! Fala mais baixo, porra! Tem alguém vindo aí!!

. Ele se agachou depois de dizer isso. Como eu já estava no chão, somente me movi para mais próximo do morro pelo qual tínhamos vindo. Dava para ouvir alguns passos e pessoas conversando. À medida que iam chegando mais perto, a conversa passava a ser mais audível.

???1: EEeita, porra. Mesmo assim, cara, esse não é nosso trabalho! Por que diabos temos que fazer o reconhecimento dessa área?! Somos fodas de mais para fazer isso!! (era uma voz mais jovem, aparentemente. A voz era mais energética, dava para sentir a impaciência da pessoa)
???2: Se acalma, pequeno caralho. Você é o mais novo entre nosso grupo. É o último que pode reclamar de alguma coisa... Você deu sorte que o EABR0 tem um critério de avaliação bem brando para aprovar novos membros. Por mim você nem estaria aqui nesse momento. (Já essa voz era mais calma, bem mais mansa, mas tinha lá seu tom de superioridade em relação à primeira, como se quisesse parecer mais imponente, ou algo do tipo)
???1: Mas é que... CARA isso não é trabalho para nós- (foi cortado por uma terceira voz)
???3: É algo importante sim. Soldados comuns nunca achariam o desertor. Lembre-se de que ele era o mais experiente entre os de nossa patente, e que suas habilidades, tanto de luta, como a de ocultar sua presença, poderiam facilmente invalidar nossos esforços. (essa voz era mais forte. Não era grave, nem aguda, mas era simplesmente forte. Talvez por confiança?)

. Até esse momento, as presenças minha e de DB permaneciam ainda ocultas. Não podíamos ver os indivíduos, porque não tinham chegado à nosso campo de visão até aquele momento, mas dava para ouvir sua aproximação.
. De trás de uma rocha esperamos pacientemente.

???2: Mas vem cá, meu Rei não mandou outras pessoas da nossa patente para fazer esse trabalho porque mesmo, bixinha?
???1: EU NÃO SOU BIXINHA!! (gritou aparentemente irritado).
???2: ôxe, eu não disse que era você! Mas se a carapuça serviu, então nada posso fazer, HAHAHAHAHAHAHA! (deu uma gargalhada, como se provocando a primeira voz).

. Permanecíamos eu e DB ainda atrás da pedra. Foi quando podemos ver a silhueta dessas pessoas. Como bateu um vento na hora, levantou muita poeira, e assim só deu para ver o vulto de duas pessoas subindo o morro... Calma aí... Duas pessoas!?

. Quando me virei para traz, um vulto, de forma indistinguível (por causa do Sol que se posicionava atrás dele), se preparava para desferir um golpe com uma espada.

ninSalamance: DB!!!

. Empurrei DB para o lado e rolei para debaixo das pernas da figura (como estava com uma base muito aberta, deu para passar por entre as pernas). O golpe desferido partiu a pedra em dois pedaços geometricamente perfeitos.
. Corri para mais longe, a vala não deixou que eu prosseguisse muito, DB logo se aproximou de mim, em posição de Luta.
. Quando a poeira baixou, deu para ver a figura. Era um homem pouco mais alto que eu. Tinha cabelos escuros, usava inúmeras ataduras cobrindo o seu rosto. A camisa que estava vestindo era de uma espécie de kimono azul claro desbotado, amarrado bem na cintura (tendendo um pouco mais para cima) por três faixas, que também amarravam duas espadas ao seu corpo... Ataduras encardidas amarravam as mangas do kimono ao antebraço, e as duas mãos estavam cobertas por luvas pretas. A calça que ele usava era bem larga, e tinha uma espécie de armadura para a coxa amarrada. A parte de baixo da calça era amarrada ao corpo por uma espécie de armadura de madeira. Estava descalço.

???3: Merda... Errei o golpe. Me deixei ser percebido... Que decepção.

. Nesse momento as duas outras figuras apareceram.
. O que tinha a voz mais agitada usava uma camisa preta coberta por um sobretudo/manto vermelho. Duas ou mais mochilas ficavam penduradas na sua cintura por cintas que partiam do ombro. O material dentro das mochilas parecia ser bem pesado, pois forçava muito a forma da mochila para baixo. A calça que ele usava não era muito larga, tinha um tom bege ou marrom escuro, e usava botas pretas, simples. Tinha cabelos ruivos e era o mais baixinho entre os três.
. Já o(a) dono(a) da voz mais calma e arrastada não usava camisa. Seus cabelos eram escuros e espetados, sua bochecha possuía estranhas tatuagens ou marcas de expressão... Tinha dois braceletes metálicos nos braços, pareciam sem bem pesados e densos (dava também para ver algumas engrenagens nele por entre algumas frestas. Seria um tipo de dispositivo? ). Sua calça era cinza até uma parte, e laranja noutra parte. Um pouco de tecido escapava por cima do cinto que amarrava sua calça. calçava uma pequena sapatilha de ferro e... Tinha orelhas e cauda de raposa?!?!?

Cara com rabo de raposa: Pôôô... Que isso, Rafa, eu não notei os dois aki em cima nos observando para você perder essa oportunidade.
Cara de Kimono = Rafa: Cara, me desculpa mesmo. Para mim eles não iam me notar, daí eu fiz um corte só de brincadeira mesmo...
Cara de sobretudo: DAAAH!! PERDEU, PERDEU!!! AGORA SOU EU QUE VOU MATAR ELES!!! YEAH!! PERDEU, RAPOSA!!! (berrava como um imbecil).
Raposa: Que perdi o que?! Não apostei nada com você, Korner!
Cara de sobretudo = Korner: APOSTOU SIM!! Apostou que se a gente encontrasse no alguém no meio do caminho você ia ser o primeiro a matar ele!
Raposa: Mas eles ainda não foram mortos! Como você venceu?
Korner: Bem, todos sabemos que, com minhas habilidades superiores, a única forma de você matar alguém antes de mim era se eu não visse essa pessoa!
Raposa: AHAHAHAHAH!! Boa piada, BIXINHA!

. Enquanto os dois discutiam, eu e DB permanecíamos imóveis observando a cena. O tal de Rafa somente olhava a discussão dos dois com o olhar de alguém cansado, como se fosse uma coisa comum as brigas dentro daquele grupo.
. Foi quando DB deu um assobio. Os tais de Raposa e Korner pararam sua briga, e o Rafa também olhou para nossa direção.

DBSanches: Aki, eu sei que é meio rude sair interrompendo a briga de alguém... Mas vem cá, por que exatamente vocês nos atacaram?
Rafa: Acho que é mais do que apropriado eu perguntar o que vocês estavam fazendo nos espionando. Trabalham para alguém? Ou são somente mercenários imbecis mesmo?
ninSalamance: Que mercenários, o que!! Só estávamos tentando chegar até o monte Kor!
Rafa: Cara, vey... Essa história não vai colar. O Monte Kor é do lado oposto ao lado que vocês estavam indo. Se continuarem seguindo por aí, vão acabar chegando à capital, mas nunca verão sombra do monte...
ninSalamance: VIU, DB! É por isso que eu nunca mais vou deixar você ficar com o mapa!!
DBSanches: E QUEM disse que eu queria mesmo?!
ninSalamance: Foco, foco... Tá certo que não deveríamos estar espionando, mas quem diabos são vocês para tentarem nos matar?

. Os três se entreolharam, Raposa e Korner caíram na gargalhada, enquanto o rafa só permaneceu lá, parado, de braços cruzados.

Raposa: Não sabem quem somos? HAHAHAHAHAHAH!!! São caipiras mesmo, não?!
Korner: Somos 3 dos 7 Generais de Espectrália!

. Nesse momento eu pude ver a aflição nos olhos de DB. Aparentemente não estavam de brincadeira conosco.

Rafa: E vocês, quem são?
ninSalamance: Somos amigos do Dr.Fox... Não sei se vocês o conhecem...
DBSanches: É... Foi ele quem nos fez esse mapa e tudo e tals...
Korner: Dr.Fox?! Você quer dizer, aquele traidor?
Raposa: Hm... Isso é interessante. Se soubermos onde o Dr.Fox está escondido, talvez possamos o obrigar a falar onde o desertor está!
Rafa: Exatamente o que eu pensei...
Raposa: Rendam-se os dois! Digam onde o Dr.Fox está e talvez nós poupamos suas vidas!

. Olhei para DB. Não acredito que, ao achar o Dr.Fox, a quem eles chamam de “traidor” eles iriam o tratar bem... Bem, não sei se ele é ou não um traidor, mas eu estava devendo ele uma, então EU é quem não poderia o trair assim. DB fez um gesto positivo com a cabeça. Respondí:

NinSalamance: Não, não iremos dizer onde o Dr.Fox está.
Rafa: Entendo... Preferem sua honra à sua vida. Atitude nobre, mas insensata.

. Nesse momento, o tal do Rafa sacou as duas espadas, e rapidamente avançou em nossa direção, mas como a área em que estávamos era instável, quando ele se aproximou de mim e DB, o chão embaixo de nós colapsou, e caiu. Caímos eu e Db dentro da vala, o cara conseguiu se salvar.
. Esse vai ser nosso fim?!
Editado pela última vez por NinSalamance em Dom Fev 24, 2013 7:57 pm, em um total de 1 vez.
Avatar do usuário
NinSalamance
 
Mensagens: 767
Registrado em: Sáb Mar 27, 2010 7:14 pm
Localização: Quem sabe no teto de sua casa

Re: Venatio Albor - a caçada em busca da lenda

Mensagempor LastSoldier » Dom Fev 24, 2013 8:21 pm

Cara! Absurdo demais esse capítulo! Foi muito bom, o clímax, a descrição de personagens, o jeito em que é passado o ambiente...Foi muito bom,eu conseguia imaginar as cenas,os personagens e é claro, dei MUITA risada com a parte do DB ter errado o caminho xD
Imagem
Avatar do usuário
LastSoldier
 
Mensagens: 69
Registrado em: Dom Abr 03, 2011 5:55 pm

Re: Venatio Albor - a caçada em busca da lenda

Mensagempor Raposa » Dom Fev 24, 2013 11:24 pm

Eu preciso parar de implicar com os membros XD
depois da Lorda, agora é o Korner.

gostei Nin, o desenho na capa da uma impressão que estamos lendo um livro mesmo ^-^

O cenário sendo contado ficou muito lindo, é agradável imaginar as cenas dos personagens dessa forma.
E é lógico que não é o fim de vocês 2. (Principal nunca morre, ou morre de forma épica apenas)

(general, eita cargo alto da poxa ! ^-^)

Avatar do usuário
Raposa
 
Mensagens: 1657
Registrado em: Seg Jan 17, 2011 1:47 pm

Re: Venatio Albor - a caçada em busca da lenda

Mensagempor octavarium » Seg Fev 25, 2013 2:21 pm

Ta...qui...pariu! Simplesmente fóda o quao o senso d direção do db é horrivel huehuehuehuehuehue cara eu sabia q ia dar merda des d quando tu falou q ele se perdeu andando por 1 minuto no mato xDDDD

A descrição dos ruidos da floresta foi perfeita, dava até pra escutar (imaginavelmente) os ruidos dentro d minha cabeça xD e LOL a luta tava prometendo D:
Scythe vs Twin Sword isso ia ser perfeito d mais pra 1 episodio só xP acho q só na luta contra o rafa vai ir 2 episodios lol

To doido pra ler o proximo episodio... Mas... Seria esses traidores... Eu e o Dr.Fox? O_õ
Imagem
Vou roubar do Raposa o trofeu que ele roubou do Nin que tinha roubado dele >B|
Avatar do usuário
octavarium
 
Mensagens: 1448
Registrado em: Qua Fev 15, 2012 3:24 pm
Localização: Portugal

Re: Venatio Albor - a caçada em busca da lenda

Mensagempor NinSalamance » Seg Fev 25, 2013 2:29 pm

AHUAHUAHUAHA.
Bem, a luta contra o Rafaelzinho vai ter que ficar para depois, até porque não dá carga ainda.
Não sei quem são os traidores, nem sei qual foi o motivo da traição, nem qual traição foi. Isso vai ficar para a interpretação de cada um. Hehehehe...

General é uma patente alta. São personagens importantes para o desenvolvimento da história.

Porra, pelo ritmo que a história tá andando, eu acho que ainda vai demorar muuitos capítulos até as lutas legais chegarem... Mas até lá vou procurar compensar com enredo \o/
Avatar do usuário
NinSalamance
 
Mensagens: 767
Registrado em: Sáb Mar 27, 2010 7:14 pm
Localização: Quem sabe no teto de sua casa

Re: Venatio Albor - a caçada em busca da lenda

Mensagempor BODE_LOKO » Qua Fev 27, 2013 12:56 am

Pegar bem no enredo é bom nin, faz com que a história pegue uma ótima descrição, aliás essa história tá ficando incrível cara. Provavelmente que tuh finalize essa história lah pelas quinhentas paginas heauehhaeueahuaehaa. Dexa demorar mesmo....

Brincadeira, cara... tá muito bom mesmo. E gostei tbm da tua nova assinatura XD
Canal:
Deviantart:

XD
Avatar do usuário
BODE_LOKO
 
Mensagens: 236
Registrado em: Seg Mar 29, 2010 9:14 pm
Localização: Guaruja-SP

Re: Venatio Albor - a caçada em busca da lenda

Mensagempor NinSalamance » Seg Mar 11, 2013 1:03 am

Valeu pelos comentários, GALERA!
Quem ainda não apareceu, NÃO SE PREOCUPE! É que eu não posso sair apresentando personagem que nem condenado, posso?!

Saindo aí, para vocês, mais um capítulo do meu conto lindo.
As coisas tem que começar a se preparar para que eu e o Db deixemos de apenas nos foder, HAHAHA!

____________________________________________________________________________


. Caíamos rapidamente, adrenalina foi injetada nas minhas artérias, meu coração estava a mil, muitas coisas passavam pela minha cabeça enquanto via a imensidão escura formada pelas sombras da vala me engolindo.

DBSanches: FODEOOOOOOOOOOOOOOOOOO!!!! (gritava enquanto caía, o Pânico era visível na cara dele assim como deveria estar na minha).
ninSalamance: CARALHOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO!!!!

. Como minha única opção, saquei a foice que estava amarrada à minha cintura, apertei o cabo com toda a força que eu podia exercer com meus braços, e cravei ela na lateral rochosa da vala. A tensão exercida sob meus braços naquela hora foi imensa, era como se tivessem partido eles em dois, mas felizmente isso desacelerou minha queda, e a de Sanches, que se segurou na minha perna.
. Começamos a chiar pela lateral da vala, enquanto a foice desacelerava a queda, mas em um certo momento ela se desprendeu da parede, e eu e DB caímos rolando pelas pedras, até atingir o solo.

. Estava deitado no chão. Meus braços estavam todos ralados, minha roupa estava completamente suja e empoeirada, meu coração ainda estava batendo numa frequência absurda. DB estava ao meu lado, quase no mesmo estado.
. Tentei me apoiar sobre meus braços para me levantar, foi então que senti uma dor lancinante no meu ombro direito e caí de cara nas rochas. Provavelmente minha tentativa de diminuir o impacto da terra usando a Foice como um freio teve seu preço... Acho que quebrei... Não. Destronquei meu ombro.
. DB se levantou, bateu suas mãos contra a roupa para limpar a poeira, e logo depois estendeu a mão para me ajudar a levantar. Levantei-me.

DBSanches: CARAAAAALHO!!! VEY! ESSA foi QUASE!! Imagina se essa vala fosse só um pouquinho mais larga? A gente ia é virar PANQUECA!! (Dizia DB enérgico, provavelmente porque ainda estava assustado)
ninSalamance: Pois é... Cara, acho que eu destronquei meu ombro, mano, sério mesmo, nosso peso somado à velocidade da queda foi muito grande para meu ombro aguentar...
DBSanches: QUÊ?! A gente mal sai da casa do Dr.Fox e você já dá um jeito de se machucar?!? FALA SÉRIO!!
ninSalamance: Tá bom, eu sei que talvez você preferisse que nós dois morrêssemos, mas um pouco de consideração não seria mal!
DBSanches: Okay, okay...

. Paramos. Ouvimos um ruído de rochas relando uma na outra, rolando. Não que naquele terreno rochoso isso fosse incomum, mas era o suficiente para que ficássemos alerta.
. Naquela profundidade, e àquela hora do dia, o buraco em que estávamos era realmente muito escuro. Só dava para ver até uma certa distância, era um tipo de terreno muito acidentado, cheio de buracos e protuberâncias.
. Ficamos em silêncio por um tempo, mas tudo permaneceu quieto. As únicas coisas audíveis eram a minha respiração, e a de DB.

DBSanches: Bem, eu acho que não foi nada!
ninSalamance: Pode até ser que sim... Mas por via das dúvidas, permaneça alerta!
DBSanches: Tá, tá... Mas aqui, o que a gente faz agora?! Eu não faço a mínima ideia de como sair desse buraco!
ninSalamance: Hmhm... Agora que você mencionou, nem eu. Bem, ao menos eu não vi nenhuma saída, e eu acho que escalar essa treta está fora de cogitação, ainda mais com meu ombro machucado...
DBSanches: Bem, eu posso tentar escalar e chamar ajuda para te tirar daqui!
ninSalamance: Eeeeh... Boa ideia.. ÊPA! MAS NÃO!!... Bem, ao menos não agora! Cara, lembra que ainda tem três negos procurando a gente lá em cima, e eu não acho que você dá conta dos três sozinho!
DBSanches: He... E QUEM DISSE QUE EU NÃO DOU CONTA DO RECADO?!?!?
ninSalamance:...
DBSanches: Você sabe que JAMAIS teriam chance contra minhas magias rúnicas lindas!
ninSalamance: Cara... Na boa... Você não aguentou a invocação do Octa direito. Você acha MESMO que dá conta de TRÊS GENERAIS?!?!?
DBSanches: E...
ninSalamance: Pois é, pensa duas vezes antes de falar.

. Silêncio. Eu e DB permanecemos quietos. Fiquei ponderando algum tempo sobre como poderíamos sair do abismo sem sermos notados... Ou ao menos em o que fazer até que os Generais se cansassem e fossem embora. Foi nisso que eu me lembrei de que eu estava com a mochila. Peguei-a rapidamente para ver se eu não tinha quebrado nem um dos vidros com medicamentos. Dei sorte, o único vidro que se quebrou na queda era o que tinha as pílulas de antibiótico. Joguei fora os cacos de vidro e coloquei as pílulas em um dos bolsos da minha mochila.
. DB também checara sua mochila, ele deu mais sorte do que eu; estava tudo intacto.
. Parei um pouco, fiquei passando a mão no ombro, fazendo pressão sobre ele para tentar fazer a dor cessar. Não obtive sucesso... E eu não podia deixar meu ombro daquele jeito, iria somente atrasar mais ainda a nossa viagem... Eu até pediria para o DB dar um soco no lugar para ver de deslocava o osso para o lugar certo de novo, mas eu tenho muito medo de ele acabar quebrando de vez o meu braço.

. Silêncio total. Nem eu nem Sanches falávamos nada. Isso perdurou por alguns minutos, mas de quando em quando podíamos ouvir o barulho de pequenos pedregulhos se quebrando e rolando.
. DB se levantou e veio andando discretamente na minha direção. Chegou bem perto, aparentemente queria me dizer algo.

DBSanches: Nin, não estamos sozinhos aki... (Cochichou)
ninSalamance: Já percebi... Seja lá quem ou o que for, está se esforçando para ocultar sua presença fazendo o mínimo de barulho possível. (Respondi também murmurando, apenas).
DBSanches: Fica preparado. Quando (ou se) nós formos atacados, você só cuida de se desviar, que eu tento atingir com magia... Você só consegue usar uma magia, mas com o ombro ruim não vai rolar. Deixa que eu cuido dos ataques à longa distância.

. É mesmo. DB ainda não sabe que eu possuo uma magia do elemento água... Com a escassez desse elemento em espectrália eu não pude usar o “Water Profundo” nem uma vez... Bem, isso ainda pode ser usado como um elemento surpresa. Quanto menos pessoas souberem disso, melhor.

. Meu raciocínio foi cortado quando uma onda de energia branca, em formato de lua veio na minha direção. DB, que estava virado para o lado de onde veio o golpe foi mais rápido que eu.

DBSanches: Adnotatione Ex Infrenaverunt!! ENSIS!!
. Usando sua magia de runas, DB criou uma espada de pedra, e usando a mesma, golpeou a onda de energia. Um pulso de energia pôde ser sentido, ambas as magias de desfizeram, tanto as runas que diziam para as rochas se unir em forma de espada, quanto a lâmina branca reluzente de energia.

DBSanches: Mas EIN!? Como minha magia foi desfeita?

. Notei uma sombra passando em cima de mim. Olhei para cima, e pude ver somente um vulto escuro se posicionando sobre as cabeças minha e de DB, estava relativamente rápida, e foi então que ouvi uma voz aparentemente feminina gritando:

???: Succide Crescentem Lunam!!!!

. Nesse momento, o vulto balançou o que parecia ser uma espada, e novamente um fluxo de energia branco e reluzente em forma de lua crescente (?) se formou, e à medida que vinha em nossa direção, ele aumentava de tamanho.
. Pulei para um canto mais fundo da vala, uma espécie de pequeno buraco causado pela erosão e intemperismo. DB, que estava mais longe do ponto aonde o ataque iria acertar, teve simplesmente que dar uns poucos passos para o lado para se esquivar. Sanches começou a correr e a pegar velocidade, como já havia conjurado a primeira magia de runas, teve somente que tocar as rochas mais soltas do desfiladeiro para que essas o formassem uma nova espada.
. Com um salto para frente, DB desferiu uma espadada centrada na direção do inimigo. A reação do oponente foi a de simplesmente parar o golpe com a espada, e com um chute, acertar Sanches com a perna esquerda, e depois com o cabo da espada.
. Essa pequena sequência foi o suficiente para fazer DB se afastar.

. Nessa pequena pausa na luta pude ver o oponente. Era uma menina, aparentava ter uns 16 ou 17 anos, nova ainda. Seus longos e lisos cabelos eram vermelhos como o sangue, não podia ver direito a cor de seus olhos (que eu julgo ser algo mais claro, como azul ou verde), tinha marcas de cor rubra em suas bochechas, eram como pequenos triângulos que se estendiam das bordas do maxilar até perto dos olhos. Usava uma roupa de tom meio bege, e um cinto com alguns poucos detalhes que amarravam a bainha da espada que ela empunhava à cintura dela. Calçava botas pretas e de aparência pesada, amarradas por cintas, e usava meias de tom marrom mais claro que se estendiam até a parte superior da coxa dela... É, não era feinha não.
. Notei que ele fez uma força com os olhos, tentando observar melhor à mim e à DB. Então ela deu um pequeno saltinho para traz, como se tivesse se assustado, e então guardou a espada.

DBSanches: NÃO ABAIXE A GUARDA!!
???: Relaxa, ô cabeça de areia (a cabeça de DB estava coberta pelos estilhaços da espada dele), eu não estou aqui para brigar com vocês, Flaminens.
DBSanches: Flaminens??
???: Ué... Essas suas roupas não são do clã dos Flaminens?... Tá que para mim eles já estavam extintos, mas as vestimentas me parecem ser com certeza da tribo deles!
ninSalamance: Bem... Não sabemos de onde vêm essas roupas. Foi um cara chamado Octavarium que nos arranjou elas... (Disse enquanto saía do buraco em que tinha me escondido para evitar o ataque anterior).
???: Hm... Não conheço esse nome... Mas bem, vocês não me parecem ameaça. São fracos para porra, esse aí da espada de pedra, então... HAHAHAHA!!
DBSanches: TÁ CAÇANDO BRIGA, É?!!?(disse enquanto assumia uma estranha posição de luta).
???: Não precisei usar minha espada para te jogar no chão, acha mesmo que pode me derrotar?
DBSanches: ... ORA SUA!... (Disse enquanto sacava a espada)

. DB correu na direção da menina, que novamente, sem esforço, sacou a katana e defendeu o ataque. E daquela distância, a lâmina da espada dela começou a emitir energia.

???: Succide Crescentem Lunam.

. A Lâmina de energia acertou em cheio DB. Isso ocorreu em questão de décimos de segundo. Foi uma reação bem rápida por parte da garota. Enquanto isso eu só podia olhar DB sendo arremessado pelos ares, até se chocar com uma rocha. O ataque, cortando a roupa na região de impacto lhe causara um ferimento no peito... Um corte não muito profundo, mas a região em volta de tal corte ficou roxa com a pressão exercida pelo golpe.

???: Haha!! Com essas roupas vai ser divertido ver vocês tentando escapar dessa vala...
ninSalamance: Ein?!
???: Nada não... Então, comprimentos de Luna La Lune Sanglante, MAS tenho que ir embora. Vocês não servem nem como presas, HAHA!
ninSalamance: Menina... Acho que você é meio problemática... Você chega atacando a gente, fala que o DB é um cocozento (não que eu discorde), cepa um corte do tamanho do mundo no peito dele, e agora quer ir embora como se nada tivesse acontecido?!
Luna: É, legal, né?! Adeus! (Disse enquanto se virava para a traz e começava a andar).

. Ela continuou andando. DB se esforçou um pouco para levantar, e superando a dor, conseguiu. Situação estranha aquela... Não tinha muito que pensar no assunto. Só ia deixar acontecer, até porque, sendo fraco como sou agora, não há nada o que eu possa fazer no momento.
. Virei-me para DB. Ele estava sentado tentando recuperar o fôlego.

ninSalamance: É, Sanches... Acho que não vamos ver o NoBreak tão cedo... Subir esse buraco não parece ser moleza... Agora porque você está com um ferimento no peito, e eu com o ombro deslocado.

. Nesse momento, Luna parou de andar. Se virou com um olhar de interesse para o meu lado.

Luna: Peraí... Você disse “NoBreak”?! Vocês sabem onde ele está?!
ninSalamance: (disse meio exitante)... Claro!!
DBSanches: NIN! O que você está fazendo?! Ela não é confiável... (disse bem baixo, sussurrando para mim).
ninSalamance: Eu sei, mas ela é forte... Pode nos ajudar a sair daqui e chegar até onde o NoBreak está em segurança. (respondi cochichando).
Luna: O que vocês estão falando aí?! Está difícil de ouvir!!
ninSalamance: Nada não! Então, eu sei exatamente onde está o NoBreak! O que você quer com ele?!
Luna: Hmpf... Nada que seja da sua conta!... Mas bem... Tenho de admitir que seria interessante falar com ele... JÁ SEI! Vou deixar vocês passarem a noite comigo, o que acham?
DBSanches: NEM Á PAU E MARTELADA!!
ninSalamance: CLARO que seria legal passar a noite com você!! (cochichei para o DB: Cala a boca, retardado, agente precisa de alguém que conhece melhor a região para sair daqui... Mantenha os olhos nela, mas não seja um imbecil!)
Luna: Ótimo! Vou pegar algumas coisas lá fora só para fazer uma fogueira! Depois eu volto para a gente conversar!

. Terminando de dizer isso, pegando um impulso tremendo, ela deu um pulo para a lateral do abismo, e começou a correr pela parede, escalando assim o despenhadeiro.
. No que foi que eu me meti mesmo?!
Avatar do usuário
NinSalamance
 
Mensagens: 767
Registrado em: Sáb Mar 27, 2010 7:14 pm
Localização: Quem sabe no teto de sua casa

AnteriorPróximo

Voltar para Contos e Fanfics

Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 1 visitante

cron